Investimentos financeiros em 2015: quais foram os melhores

investimentos financeiros

banner-GB investimentos financeirosPara quem investe seu dinheiro em busca de uma boa rentabilidade, é sempre bom saber como esteve o cenário financeiro do ano anterior para ter uma noção de como será o ano novo — ainda mais quando em um ano tão turbulento economicamente como foi o caso de 2015. Inflação voltando a patamares elevados, crescimento da taxa básica de juros e retração na economia fizeram os ganhos nos investimentos se elevarem, além das consequências do crescimento do dólar que também influenciou os resultados. No post de hoje vamos mostrar como foi o desempenho dos principais investimentos financeiros em 2015, acompanhe!

Investimentos financeiros: Tesouro Direto

Com exceção dos títulos pós-fixados pelo IPCA para 2035, todos os outros pós-fixados fecharam o ano com ganhos entre 12,5% e 13,3%. Considerando a inflação de 11% no ano, estes títulos tiveram pouco ganho real, pois ainda há o imposto de renda a ser considerado. Os títulos pré-fixados tiveram rendimento pior do que os pós-fixados, ficando todos abaixo de 10% de ganho. No entanto, para uma carteira realmente diversificada, é importante que se mantenham investimentos com estas características.

LCI e LCA

Os investimentos em LCI e LCA geraram bons resultados em 2015. A partir de 85% do CDI contratado como retorno, os rendimentos totais começaram com 13,5%. No caso de letras com 90% do CDI, chegou a 14,34% o total de rendimentos no ano e a letra que mais rendeu em 2015 foi a com 95% de CDI, retornando mais de 15% para os investidores. Uma característica inerente a esses investimentos é o fato de serem isentos de imposto de renda, o que os dá vantagem em relação a outras modalidades de investimento.

Fundos DI e de Renda Fixa

Os fundos DI conseguiram, quase em sua totalidade, superar os ganhos ajustados em relação à poupança, que teve 9,79% de rendimento anual. No entanto, nenhum conseguiu superar o CDI, mas a maioria acabou, também, na frente da inflação. Só que se considerarmos o impacto do imposto de renda nos investimentos em DI, poucos ofereceram rendimento real positivo no ano, também por causa das altas taxas de administração cobradas pelas instituições administradoras. Para conseguir uma taxa mais em conta, normalmente é necessário investir valores mais elevados e negociar. A renda fixa teve desempenho muito parecido com o DI, ficando também quase todos os fundos à frente da inflação. O que também impactou negativamente os resultados destes fundos foi o imposto de renda, fazendo com que poucos apresentassem ganho real em 2015.

Dólar e fundos cambiais

A moeda estrangeira e os fundos cambiais foram os queridinhos do ano, gerando ganhos de quase 50% no ano. O investimento mais rentável do ano obteve retornos acumulados de 52,2% de rentabilidade bruta. Para o lado do euro, os fundos cambiais que eram atrelados à moeda europeia ofereceram retornos aos investidores em patamares superiores a 30%. A moeda norte-americana fechou o ano com um ganho acumulado de 48,49%, uma excelente valorização, apresentando-se como o investimento mais rentável do ano. Logicamente, os resultados obtidos nos investimentos financeiros em 2015 não estão relacionados a qualquer resultado que possa ser obtido durante 2016, mas podem dar um indicativo do que um ano de crise pode gerar em termos de lucratividade. Tem alguma dúvida sobre como investir seu dinheiro em 2016? Deixe um comentário para nós! banner-GB-2 Leia também: – Compare 6 opções de empréstimo pessoal online  As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro  50 dicas para aprender como economizar dinheiro  Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?  Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *