Efeito sanfona

jailon miniatura

por Jailon Giacomelli, CFP®, a convite especial do GuiaBolso

“Em minha longa experiência com as pessoas acima do peso, enquanto eu não emagreci sua cabeça, não tive grandes resultados com seu corpo”. Esse trecho do famoso livro “A Semente da Vitória” (de Nuno Cobra) cai como uma luva para explicar como deve ser um planejamento financeiro eficiente na prática.

É comum encontrarmos pessoas que ficaram novamente endividadas, depois de passar por um longo e intenso processo de contenção de gastos, quitação de dívidas e reequilíbrio financeiro.

Jailon Giacomelli

Jailon Giacomelli, planejador financeiro pessoal da Par+

Isso acontece porque a família, ao perceber que voltou à uma situação de equilíbrio e ver a conta novamente no azul, decide realizar de uma só vez todos os desejos reprimidos nos tempos de ‘torneira fechada’. Resultado: novas dívidas, novo aperto financeiro e nova necessidade de cortar despesas.

Concluímos com isso que um planejamento financeiro se torna efetivo somente quando modifica a forma com a qual a família enxerga o dinheiro e se relaciona no dia a dia com os desejos de consumo. Caso contrário, o problema estará resolvido apenas momentaneamente.

Trata-se de sentir satisfação ao perceber que você realmente usou tanto aquele par de tênis a ponto de dizer: “nossa, ele se pagou!”, ou mesmo de abrir mão de trocar de carro com tanta frequência, entendendo que o objetivo dele é ser um meio de transporte pra você e não uma forma de melhorar seu status. Enfim, podemos enumerar diversos exemplos cotidianos que demonstram como a forma de pensar sobre o consumo influencia diretamente no bolso das pessoas.

Toda essa reeducação começa com a vontade de mudar, passa pela busca do equilíbrio financeiro e termina com a determinação para continuar mantendo um padrão de vida que caiba no bolso.

Mas se a receita é tão simples, por que as pessoas não seguem? Esse processo exige muito esforço e privações. Além disso, nosso cérebro imediatista não está preparado para lidar com essas mudanças.

Dedicar-se ao controle das despesas e seguir as metas de orçamento mensal é um grande primeiro passo para fugir desse clássico e perigoso efeito sanfona das finanças.

Parmais logoJailon Giacomelli é Planejador Financeiro Pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). É sócio responsável pela área de processos e planejamento financeiro Par+, uma empresa de planejamento financeiro que se preocupa com tudo que impacta nas finanças de uma pessoa ou família.

Comentários

comentários

4 Comments

  1. Obrigada, estou colocando em pratica e esta dando certo.

    • Que bom Ivoneide, se tiver alguma dúvida nos avise!

      Boa sorte,

      abraços Hugo.

  2. Na teoria tudo é lindo,perfeito vou tentar colocar na prática,
    espero que funcione obrigado.

    • Realmente Francisco, na prática entra alguns fatores como força de vontade e disciplina, mas é isso mesmo, o primeiro passo é começar. Se tiver alguma dúvida me avise.

      Abraços,
      Hugo - GuiaBolso

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *