O conto do pescador mexicano e do investidor americano

pangas1

Um dos meus contos favoritos quando se pensa em independência financeira é a história do pescador mexicano. Ela mostra uma interessante perspectiva sobre o valor do dinheiro para cada pessoa e, ao final, conclui com uma mensagem que vale a pena a reflexão. Aproveitem a leitura 🙂

Um grande investidor americano estava tirando suas tão sonhadas férias na costa mexicana quando um simples pescador começou a ancorar seu barquinho retirando os peixes frescos que havia pescado naquela tarde.

O empresário, impressionado pela qualidade dos peixes questionou o pescador, perguntando se ele havia demorado muito para pescá-los. O mexicano gentilmente respondeu que isso era tarefa fácil e em algumas horinhas era possível conseguir esses peixes. Com essa resposta, o americano ficou sem entender: “por que você não ficou mais tempo no mar e pescou mais peixes?”

– Bom, senhor, eu durmo até tarde com minha esposa, pesco um pouco, brinco com meus filhos, tiro um cochilo após o almoço, ao anoitecer vou ao vilarejo saborear um vinho e tocar violão com meus amigos. Tenho uma vida cheia e ocupada!

O americano, com sua visão empreendedora, logo sugeriu ao pescador:

pangas1– Eu, como um grande investidor, vou ajudá-lo. Fique mais tempo no mar para pescar mais peixes. Assim, você aumentará o número de peixes vendidos e conseguirá comprar um barco maior. Com os novos rendimentos, será possível comprar outros barcos e até montar uma frota. Em vez de ter apenas uma banquinha de peixes, você conseguirá vender diretamente para grandes processadores e, eventualmente, criar sua própria indústria. Ah, e antes que eu me esqueça, será preciso você deixar a costa mexicana para conseguir tocar o negócio numa grande cidade.

O pescador, muito curioso sobre essa visão, começou a fazer algumas perguntas sobre o negócio:

– Mas, senhor, quanto tempo vou demorar para conseguir tudo isso?

– De 15 a 20 anos.

– Mas, e depois?

O americano deu uma risada e respondeu:

– Essa é a melhor parte. No momento certo, você anunciará um IPO, venderá sua ações na Bolsa de Valores e ficará muito rico. Você poderá ganhar milhões!

– Milhões, senhor? Hum, e depois?

Então, nessa última pergunta, o americano um pouco desajustado, responde:

-Depois? Bom, depois você irá se aposentar. Você poderá se mudar para uma pequena vila de pescadores no litoral, dormir até tarde com sua esposa, pescar um pouco, passear durante a noite no vilarejo e encontrar seus amigos, para saborear um vinho e tocar violão.

 

Gostou desse texto? Leia o artigo “Como encontrar sua independência financeira” aqui no blog do GuiaBolso: http://blog.guiabolso.com.br/2013/08/20/como-encontrar-sua-independencia-financeira/

Comentários

comentários

6 Comments

  1. Bem interessante. Combina muito com aquele ditado: "Trabalhe para viver, não viva para trabalhar."

    • Olá Ulysses, que bom que você gostou!

      Esse ditado eu não conhecia, mas vou usá-lo num próximo texto.

      Abraços,
      Hugo - GuiaBolso

  2. Muito bom com essas historias estou sempre aprendendo eu preciso me reeducar financeiramente!

    • Boa Danilo, também acredito que boas histórias nos ajudam a alcançar nossos objetivos.

      Se você tiver alguma dúvida, nos avise.

      Abraços,
      Hugo-GuiaBolso

  3. Adoro as matérias do Guia Bolso, são inspiradoras!
    Sou uma pessoa bem pé no chão com relação a dinheiro mas é sempre bom ler histórias assim.
    Um abraço!

    • Olá Denize, é sempre muito bom receber esse retorno dos nossos leitores.

      Acredito muito que boas histórias nos ajudam a manter o pé no chão ou mesmo a realizar algum objetivo.

      Um abraço, Hugo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *