Saia do limite: dicas para quitar seu cartão de crédito

shutterstock_103756823

Deixar de pagar a fatura do cartão de crédito é uma das piores coisas que pode acontecer para o seu orçamento. Sabe aquelas compras que você fez sem planejar? Elas podem se transformar numa imensa dor de cabeça se você não quitar o valor total das parcelas. Pagar o mínimo do cartão de crédito, ou não pagar, pode ser assustador. Isso porque a média dos juros praticados pela maioria dos cartões gira em torno de 10% ao mês, um dos mais altos do mercado. Isso significa que, se você não paga a fatura em dia, no mês seguinte estará devendo o valor anterior mais os juros exorbitantes. E isso só faz crescer, e crescer.

Portanto, para não entrar nessa bola de neve vamos te dar algumas dicas para se livrar desse tipo de dívida e se possível, sem perder muito dinheiro.

Mudança de hábitos

A primeira coisa a se fazer é listar absolutamente todos os seus gastos atuais. Isso inclui despesas com moradia, transporte, estudos, trabalho, lazer: tudo! Anote também o valor total que você deve ao cartão de crédito. De posse dessas informações veja o que você pode simplesmente cortar da sua vida.  Gastos com restaurantes e saídas noturnas, por exemplo, podem ser adiadas. E acredite, você ficará mais feliz em ter que fazer esse esforço durante algum tempo, do que ter o nome sujo na praça.

Renegociar é preciso

Feita a análise anterior verifique: é possível usar essas economias para quitar o montante? Se não for, é hora de partir para a renegociação. Entre em contato com o seu banco e veja se é possível pagar essa dívida com juros menores. Muitas vezes, trocar por um crédito mais barato, como um consignado ou com garantias de bem, pode ser uma boa solução.Normalmente isso é feito direto com seu gerente. Pense numa proposta com parcelas que caibam no seu bolso. É importante que elas não comprometam seu orçamento.

Não deu certo? Calma que ainda há esperança!

Procure vender algum bem que não use mais, pode ser um eletrodoméstico ou mesmo roupas, bolsas, calçados. Para dívidas maiores, não descarte a hipótese de vender joias, carros, ou sacar algum investimento que você tenha no banco. O sacrifício pode ser realmente grande, mas quitar uma dívida que saiu do controle com certeza não tem preço.

Por último, lembre-se que será preciso mudar os hábitos durante esse período, mas pense pelo lado bom: você terá a chance de reavaliar seu comportamento financeiro e melhorar sua relação com o dinheiro. E pode descobrir novas alternativas para se divertir (e que sejam gratuitas). Um passeio ao ar livre, jantar na casa de amigos, um filme em casa com pipoca. Tudo isso pode te fazer redescobrir um lado da vida mais intimista que talvez você tenha esquecido. Pensar assim, vai te ajudar a não “chorar pelo leite derramado” e seguir adiante de cabeça erguida.

E quem nunca ficou devendo que atire a primeira pedra! Tem alguma história de como se livrar das dívidas no cartão? Deixe seu comentário!

 

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *