Como negociar suas dívidas de cheque especial

shutterstock_142072561

O cheque especial  é um tipo de crédito pré-aprovado, oferecido pelos bancos aos correntistas. O limite depende diretamente do perfil do titular da conta corrente, mas o saldo extra que deveria ser um aliado apenas em casos de imprevisto, pode se transformar num grande problema para nossas finanças. Com altas taxas de juros, a dívida do cheque especial pode sair do controle e virar uma bola de neve. Se esse é o seu caso, veja alguns passos para negociar o seu débito e sair de vez desse problema.

shutterstock_142072561

Procure o gerente

Conversar com o gerente para saber a real situação da conta corrente é indispensável. Aproveite para expor a sua atual condição financeira e solicitar uma negociação adequada ao seu orçamento. Durante a conversa, tire todas as dúvidas sobre o prazo,  valor das parcelas e eventuais descontos nos pagamentos à vista.

Opte por parcelas suaves

Caso não possua o valor integral para pagar a dívida, é  melhor quitá-la em suaves prestações do que optar por parcelas altas. Não é nada agradável estender parcelamentos, mas para não descontrolar a vida financeira, por vezes é necessário demorar um pouco mais para se ver livre da dívida. A melhor postura é escolher uma forma de pagamento que você possa cumprir pontualmente e sem gerar mais dívidas.

Troque uma dívida maior por outra menor

De acordo com especialistas, uma boa saída para pagar a dívida do cheque especial pode ser a utilização do crédito consignado, isso porque as taxas de juros desse tipo de empréstimo são bem reduzidas. No ano passado, por exemplo, a taxa anual de juros do crédito consignado atingiu 23,6%, enquanto a taxa de juros do cheque especial chegou a 148,6%. Outra vantagem de usar o crédito consignado para pagar dívidas altas é a praticidade e segurança já que o valor é deduzido diretamente da folha de pagamento do correntista.

Faça a portabilidade de crédito

A portabilidade de crédito é uma operação que consiste na transferência da dívida de um banco para outra instituição financeira que oferece juros menores. Nesse caso, o processo é feito gratuitamente e o cliente tem a liberdade de escolher um novo banco.
Antes de fazer a portabilidade bancária para quitar o cheque especial, avalie os prós e contras da operação. Vale destacar que as principais vantagens da portabilidade bancária são a isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e a redução no valor das parcelas.

Cancele o cheque especial

Se você é uma pessoa impulsiva e as suas finanças estão descontroladas, talvez apenas negociar a dívida ou diminuir o valor do limite não sejam atitudes suficientemente eficazes. Para evitar tentações e fugir de um endividamento maior, cancele a linha de crédito até que a dívida do cheque especial seja completamente quitada.

Use verbas extras

Com a dívida já negociada, aproveite todos os recursos extras para poder quitar as parcelas. Entenda que para normalizar a sua situação financeira, será preciso economizar mais do que nunca. Por isso, evite novas dívidas e aproveite entradas como 13º, abonos, gratificações, férias e prêmios para sair do cheque especial o quanto antes.

É preciso fazer um certo esforço para pagar as dívidas. Mas depois desse período, você irá respirar aliviado e sem pendências crescentes!

Comentários

comentários

26 Comments

  1. obrigada!
    muito esclarecedor o texto. estou com débito no meu cheque especial apesar de não ser muito alto está prol de vencer. estava pensando em ir falar com gerente. mais não queria ir sem saber realmente emque poderia perfeito. o texto foi de muita valia obrigada

    • Olá Roy,

      Ficamos felizes que o texto tenha ajudado. Sair das dívidas não é fácil. Porém, com um pouco de disciplina e orientação é possível!

      Abraço,
      Pedro - GuiaBolso

  2. Olá, ótima matéria.

    estou com uma dúvida... liguei pro atendimento do banco e fizeram uma simulação, porém achei o desconto do pagamento a vista muito baixo. apenas 5%.

    será que se eu for falar com o gerente consigo um desconto maior?

    obrigado!

    • Olá Wanderson,

      Recomendo que você vá ao banco e converse com o gerente. Pessoalmente, você consegue negociar melhor e obter um desconto mais generoso.

      Boa sorte!

      Abraço,
      Pedro - GuiaBolso

  3. estou com um debito no cheque especial pois eu usei o limite dessa mesma conta pra pagar aprestaçao da minha casa na caixa e entao descontou uma prestaçao e dai nunca mais pude me controlar, me ajudem o que faço? obrigado!!!!

  4. Olá Pedro ...matéria direta e esclarecedora, muito boa!
    Estou concluindo a venda do último bem que disponho para ganhar o folego minimo necessário para honrar meus compromissos. Porém, minha dívida no cheque especial consumirá de imediato 40% do valor desse bem. Vou negociar com meu gerente ainda nesta semana minha divida do cheque especial, mas... não tenho como evitar que o crédito da venda do bem seja depositado no banco em questão até o fim da próxima semana!! Pergunta: como evitar que esse crédito atrapalhe a negociação, pois como sairei do negativo assim que o montante entre na conta, receio que o banco desista de negociar... meu objetivo é quitar essa divida na melhor condição possível que viabilize um folego maior para os demais compromissos. Não posso deixar que 40% da venda vá para quitar o cheque especial.
    Agradeço seu conselho,

    • Olá, Sergio.
      De fato, se o dinheiro for creditado na sua conta, ele automaticamente será usado para cobrir o limite do cheque especial. Se você gostaria de negociar com o banco, o ideal é receber esse crédito em uma outra conta e deixar o dinheiro reservado para quitar sua dívida quando conseguir chegar a um acordo com o credor.

  5. Olá, matéria muito boa!

    É possível solicitar redução do valor devido, quando se pretende realizar o pagamento da divida a vista?
    Pois estou tendo essa dificuldade com o meu banco tenho o interesse de realizar a quitação, porém a instituição não oferece nenhum desconto, somente desconto de juros se eu realizar o pagamento parcelado, o que não faz muito sentido

    • Olá, Erika!
      O banco não é obrigado a dar descontos, mas na renegociação de dívidas atrasadas é relativamente comum as instituições é darem desconto nos juros e eventuais multas no pagamento à vista.

  6. olá,para parcelar meu limite ficou parcelas absurdas,não posso pagar,e nem aceitaram a minha proposta,e agora meu nome já sujou,que fazer?

    • Olá, Vagner!

      Mesmo ainda sem acordo com o credor, não deixe de guardar mensalmente um valor na poupança para conseguir quitar/reduzir essa dívida no futuro à vista com desconto. Lembre-se também que sua contraproposta deve partir do valor atual da dívida, sem juros e multas (para descobrir esse valor, entre em contato com o credor e pergunte quanto ficaria para quitá-la à vista). Use esse valor como ponto de partida para fazer sua contraproposta. A calculadora do Cidadão do Banco Central pode te ajudar a simular o número de parcelas e o valor dos juros (menores do que os que você paga hoje) para que você chegue a uma contraproposta que tem mais chances de ser aceita.

  7. Olá, boa noite
    Infelizmente cai na divida , do cheque especial em 5 meses a minha divida já esta em R$6000,00 e não tenho como pagar á vista ja estourou o limite que é de 6000,00 como faço pra negociar está divida , tentando pagar realmente o que devo más com juros corretos não abusivos , estou sem chão presto concursos públicos , e não posso ficar com nome sujo , o que vc me sugere preciso de ajuda.

    • Olá, Wanderson.
      Tem um texto aqui do blog que pode te ajudar. Dá só uma olhada: https://blog.guiabolso.com.br/2014/12/08/voce-conhece-regra-do-efeito-domino/

      Jenifer Corrêa - Editora do blog do GuiaBolso

  8. parcelei meu cheque especial em 10 x , ja paguei 5 e usei o cheque especial novamenta posso juntar os dois valores e parcelar novamente

    • Silvio,
      Nessa situação, a primeira coisa que você precisa fazer é reorganizar suas contas para não precisar mais entrar no cheque especial. Então, em um segundo momento, renegociar as duas dívidas juntas é, sim, uma boa pedida. Dá uma olhadinha neste post. Ele deve te ajudar na renegociação da dívida.

  9. Olá! Me ajudou muito essas dicas , fui ao banco e só não consegui negociar por falta do sistema da agencia, mas volto ainda essa semana para finalizar. Obrigada informações assim ajudam muito!

    Selma

  10. Olá boa tarde,
    Li essa matéria de vocês e achei bem esclarecedora, no entanto resolvi buscar uma ajuda pra minha situação.
    Tenho uma conta empresarial na caixa e estou com sérios problemas ao tentar negociar o uso do limite de cheque especial. O gerente está que querendo que eu leve um tal papel onde prove que eu nunca assinei carteira de funcionário uma vez que sou microempreendedor individual. Já procurei por contador e o mesmo me disse que esse papel o banco mesmo quem cede. Procurei o próprio Sebrae e eles me passaram um papel onde diz que não tenho empregados e o banco não aceitou. O que acontece é que os juros só tem crescido e eu não sei mais o que fazer. O gerente me atende mal desde uma época em que ele me assediou e eu disse não pra ele. Após isso tudo o que eu passei a precisar ficou impossível de conseguir. Me arrependo muito de não ter o denunciado.
    Mas enfim, o que eu quero é apenas que essa dívida pare de aumentar e eu possa parcelar e pagar. O que me orientam a fazer?

    • Oi, Lia

      Tudo bem? Cheque especial é uma das piores dívidas porque os juros são realmente abusivos. Nosso conselho é tentar um empréstimo pessoal a juros menores, mesmo que seja em outro banco. Nesse caso, o que vale é tentar baixar a taxa de juros. Indicamos que você entre no aplicativo GuiaBolso e cheque a aba comparador. Lá você pode simular empréstimos pessoais em diversos bancos e instituições e já saber quanto irá pagar nas parcelas.

      Sobre o atendimento do seu gerente, não importa que o assédio ocorreu no passado. Entre em contato com a ouvidoria do banco contando o caso, em sites de reclamação, no Banco Central ou até mesmo nas redes sociais. A conduta dele está errada e é importante que o banco saiba disso para poder fazer algo por você.

      Esperamos ter ajudado!

  11. Boa tarde! Gostaria de uma informaçao.; quero quitar meu cheque especial e a CEF, nao aceitou negociar nem um centavo de desconto. Isso e correto? Estou ha um ano e meio devendo ele e todo mes descontam juros em minha conta corrente. Agora quero pagar tudo e ainda nao me dao direito de desconto. O que faço? Obrigada.

    • Oi, Adriana

      Tudo bem? Infelizmente o seu credor, seja ele quem seja, pode sim optar por não negociar. Como você disse que deve no cheque especial, uma saída é buscar um empréstimo pessoal na própria CEF ou em outro banco. O importante é buscar um crédito com juros mais baixos que o cheque especial, uma das linhas mais caras do mercado. Com o dinheiro do novo empréstimo você quita a dívida do cheque especial e passa então a pagar menos juros.

      Indicamos que você entre no aplicativo GuiaBolso e cheque a aba comparador. Lá você pode simular empréstimos pessoais em diversos bancos e instituições parceiras. Assim, você compara a taxa e já sabe prontamente qual será a parcela a pagar.

      Boa sorte!

  12. Olá, sem prever o que estava por vir, entrei o ano de 2016, devendo o Itau, hoje minha dívida, está em mais de 22 mil reais, devido a crise, ainda não consegui me planejar para poder honrar com o compromisso. As negociações que o banco me oferece são inviáveis. Qual a melhor opção pra mim, o que devo fazer. Será se procurando a justiça conseguirei organizar minha vida financeira, pra mim meu sonho é rever meu sonho limpo. Por favor me ajudem.

    • Oi, Jakson

      Tudo bem? Indicamos que você entre no aplicativo GuiaBolso e cheque a aba comparador. Lá você pode simular empréstimos pessoais em diversos bancos e instituições parceiras, todos com juros baixos. Com o dinheiro, você paga as dívidas caras e passa a dever parcelas menores, e com juros mais baixos. No comparador, você já compara a taxa e já sabe prontamente qual será a parcela a pagar.

      Boa sorte!

  13. Boa tarde! Adorei a matéria, porém estou com uma dúvida. Estou devendo R$462,95 no cheque especial e 595,27 no cartão de crédito, a minha dúvida é se eu negocio a duas dívidas ou se parcelo uma e depois a outra. As duas são do Banco do Brasil. Estou perdida e não sei o que é melhor fazer. Desde já agradeço

    • Oi, Rachel

      Tudo bem? Ambas são dívidas caras. Falamos isso porque no rotativo do cartão de crédito o juro passa de 450% ao ano e no cheque especial, de 300%. Nesse caso, negocie as duas e tente incluir as parcelas da negociação das duas no seu orçamento. Quanto antes você quitar esses débitos, melhor pras suas finanças. Se não conseguir quitar o valor, considere pegar um empréstimo pessoal com juros menores que esse usar o dinheiro para pagar tudo e passar a dever uma parcela com juros mais justos no empréstimo.

      Boa sorte e parabéns por estar se informando e tentando sair das dívidas!

  14. contrai uma divida do cheque especial há 4 anos, fui citado pela justica , há pouco mais de um mes, a divida do cheque especial que era na época de 31000,00 hj está acima de 1 milhao de reais, juros de 15% ao mes, nao consigo renegociar com o banco.
    o que devo fazer?

    • Oi, Fernando

      Tudo bem? Se você já tentou a renegociação e não deu certo, você pode pegar um empréstimo dos juros mais baixos e pagar todas as dívidas antigas. Sugerimos que você comece comparando as diversas opções existentes no mercado aqui no nosso site (https://www.guiabolso.com.br/emprestimo). Por lá você também já consegue contratar a opção escolhida.

      Boa sorte!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *