Como parar de comprar roupas que você nunca usa

Wardrobe chair

guiWardrobe chair

Armários lotados, roupas ainda com etiqueta, uma blusa da cor que você detesta, mas o preço foi atrativo, peças que nem cabem em você, ainda assim você comprou na esperança de emagrecer para poder usá-las. Esse tipo de situação parece comum? Então, é preciso tomar providências, pois há fortes indícios de que você tenha uma compulsão por compras.

Confira a seguir algumas boas dicas para parar de comprar roupas que você nunca vai usar. Venha com o GuiaBolso.com!

 

Separe suas roupas

O primeiro passo para combater a compulsão por comprar roupas, inclusive peças inúteis, é separar os itens que você tem em quatro pilhas: roupas para jogar fora, roupas para doar, roupas para reparo e roupas que você gosta e usa com frequência. Além de te ajudar na organização do armário, essa medida vai te dar a clara visão do que você realmente precisa. Ao fazer essa categorização, você pode descobrir, por exemplo, que precisa de uma camiseta branca básica, pois a única que você tem está manchada.

 

Prefira peças básicas e funcionais

O ideal é que 70% das suas roupas sejam básicas, versáteis e de uso diário. Peças sofisticadas, com brilho e difíceis de combinar, precisam ser minoria no guarda-roupas. Cuidado também para não gastar todo o seu dinheiro hipnotizado pela força das grifes. Muitas peças de marca são exageradas para o uso cotidiano e apesar do nome na etiqueta atrair, talvez os modelos te intimidem na hora de usar a roupa. O resultado é mais uma roupa encalhada no fundo da gaveta. Lembre-se que o seu estilo deve sempre falar mais alto do que a grife. Além disso, o conforto também precisa ser considerado.

 

Aprenda a desapegar

Outra boa estratégia para manter no guarda-roupa apenas o que você realmente vai usar, é desapegar de peças antigas e abrir espaço para novas, fazendo substituições equivalentes. Vamos supor que você tenha um cinto preto, bem útil e desgastado porque o usou bastante. Livre-se desse cinto e escolha um que cumpra o mesmo papel para por no lugar.

 

Respeite o clima da sua região, independentemente da temporada

Mesmo que os casacos de lã estejam muito baratos na liquidação do shopping, não faz o mínimo sentido fazer um estoque desses agasalhos se na sua cidade faz calor o ano inteiro. Tudo bem que você pode precisar de uma peça assim se for viajar, mas não compre muitas delas, pois ficarão inutilizadas. Além disso, é melhor deixar para comprar itens específicos assim quando você realmente estiver precisando.

 

Considere seu estilo de vida na hora de escolher as roupas

Se você sobe e desce escadas, vive correndo atrás dos filhos, trabalha em uma função que demanda muita movimentação, o ideal é que compre roupas leves e confortáveis. Calças de tecidos maleáveis, jeans e malhas podem ser muito bem-vindos. Caso você seja um executivo e trabalhe em um ambiente formal, priorize a elegância, qualidade do tecido e o bom corte. Já se você tem uma vida agitada e não tem tempo para passar roupa, opte por tecidos que não amassem muito. Essas certamente são escolhas certeiras para o seu estilo de vida!

 

Experimente antes de comprar

Nunca compre uma roupa sem vesti-la antes, exceto no caso de e-commerces que oferecem uma boa política de troca. Assegure-se que a peça fica tão bem em você quanto parece no cabide. Isso não é uma garantia de que você vai usar a peça, mas caso goste do que vê no espelho, a tendência é que a roupa não fique esquecida no seu armário.

 

No mais, não compre por impulso e nem se deixe levar por modismos. Mesmo que todos estejam usando, não significa que a peça cai bem em você. Cuidado para não jogar dinheiro fora com roupas inúteis e desnecessárias. Seu bolso agradece!

Já conhece o novo GuiaBolso? Acesse GuiaBolso.com, seu controle financeiro + inteligente.

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *