Finanças em dia: Como gerenciar suas contas a pagar

Businessman analyzing a spreadsheet online checking

contas a pagar

Luz, água, telefone, parcela do carro, condomínio do apartamento, serviço de TV a cabo e internet… São tantas as contas a pagar que muita gente acaba se perdendo. Principalmente aqueles com dificuldade em se organizar. No entanto, mesmo para os mais desatentos há maneiras de tomar as rédeas da situação e assim manter as finanças pessoais sob controle.

É fundamental deixar as contas em dia porque só dessa forma você terá a real noção do quanto gasta e o quanto sobra. Assim também evita o pagamento de juros e que o custo daquela conta de telefone acabe ficando maior do que o devido. Se a intenção é gerenciar as finanças pessoais sem sustos, então aproveite as sugestões que preparamos para você!

Mapeie seus gastos

Saiba exatamente o quanto você ganha e o quanto você gasta, organizar seus gastos é essencial para controlar suas finanças pessoais. Por isso, monte uma planilha ou use um gerenciador financeiro online e veja onde exatamente estão os pontos de “vazamento” do seu dinheiro. Só então você será capaz de tomar controle sobre sua vida financeira!

Organize o pagamento de boletos e gastos fixos

A maior parte das pessoas recebe no quinto dia útil do mês. Por isso, se esse é o seu caso, então procure programar o pagamento das contas perto desta data (entre os dias 5 e 15). Isso porque, com o passar do mês, outros gastos vão surgindo e você pode acabar sem dinheiro para acertar a luz, água, telefone, aluguel, entre outros.

Já quem recebe mais de uma vez por mês pode diluir as contas deixando as mais pesadas para quitar quando recebe o maior volume de dinheiro e assim equilibrar as finanças pessoais. Se você recebe duas ou mais vezes por mês, então não é interessante pagar todas as contas de uma vez, até porque o valor ganho pode não ser suficiente para elas e você pode acabar entrando no cheque especial, o que não é bom para as finanças pessoais.

Planeje suas finanças pessoais antes de apostar no débito automático

É claro que colocar as contas para debitarem automaticamente é muito mais conforto e praticidade. No entanto, se você estiver com o saldo negativo e entrar no cheque especial, essa atitude pode se transformar em transtorno para suas finanças pessoais.

Às vezes, as contas saem um pouco do controle e você precisa adiar um pagamento. Em muitos casos, se passar do prazo, o valor pode ser menor do que deixar debitar de sua conta e entrar no cheque especial, que cobra juros altíssimos.

Portanto, lembre-se de manter a conta corrente no azul, para não ter esse tipo de transtorno e, então, poder usufruir do débito automático.

Utilize ferramentas financeiras

Se a organização não é o seu forte, principalmente em se tratando de dinheiro, talvez seja interessante contar com a tecnologia. Hoje existem diversos métodos para controlar as finanças pessoais, como o GuiaBolso, que é uma ferramenta de controle financeiro gratuita. Para começar a utilizá-la basta inserir os dados de sua conta bancária. O GuiaBolso ajuda a mapear todos os gastos e mostrar de que maneira é possível economizar e planejar o futuro.

Como você viu, é possível gerenciar as finanças pessoais sem sustos. Coloque em prática nossas dicas agora mesmo e assim tenha um controle melhor do dinheiro, o que é importante para ter uma melhor qualidade de vida. Ainda tem alguma dúvida disso? Deixe um comentário!

 

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *