GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

LCI: saiba tudo sobre a Letra de Crédito Imobiliária

lci

Não é só de compras de ações e aplicações em poupança que vive o mercado de investimentos. Dentre os diversos produtos financeiros que estão disponíveis hoje, uma modalidade que merece destaque são as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs).

Se você nunca ouviu falar em LCI e não faz ideia do que se trata, confira este nosso guia que explica o que é esse tipo de investimento, como funciona, quais as suas vantagens e desvantagens e para quem é indicado. Vamos lá?

O que são os LCIs

São papéis de renda fixa, ou seja, são um investimento que possui um retorno pré-fixado ou atrelado a um índice para quem aplica. Elas são justamente o oposto dos investimento de renda variável, como as ações de empresas de capital aberto, que mudam o seu valor de acordo com o momento em que são cotadas nas bolsas de valores.

As LCIs são cotadas a partir do crédito imobiliário. Elas são emitidas a partir do crédito que as instituições financeiras obtêm de imóveis hipotecados ou que estão sob alienação fiduciária, ou seja, quando o banco tem a propriedade de um imóvel a partir de um contrato com o credor.

As LCIs podem ter variação pré ou pós-fixada. As pré-fixadas informam para o investidor exatamente qual será o rendimento da aplicação. Já as pós-fixadas oscilam de acordo com o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), que costuma variar seguindo a Selic, a taxa básica de juros que é definida pelo Banco Central.

Quais as vantagens do investimento em LCIs

A aplicação em LCI garante ao investidor a certeza de quanto e quando o dinheiro aplicado irá render. Isso traz ao investidor a segurança de que não irá perder dinheiro e permite saber com certa segurança quanto irá possuir ao final de um período.

Além disso, a aplicação em LCI é isenta de Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas. A tributação do IR para pessoas jurídicas varia e é menor para prazos maiores de aplicação.

As LCIs também são garantidas por lei pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) até aplicações de R$ 250 mil. Isto é, se você investir em LCIs de uma instituição que, porventura, entre em problemas financeiros acabe quebrando, o FGC garante o retorno para sua aplicação.

Quais as limitações das LCIs

A principal limitação da aplicação em LCI é possuir uma quantia mínima para investimento bastante alta. No geral, o valor base de aplicação costuma ser de R$ 30 mil a R$ 50 mil, o que torna as LCIs restritas apenas para quem tem uma boa quantia de dinheiro reservada para o investimento.

Fora isso, as aplicações em LCI não podem ser resgatadas a qualquer momento. Elas possuem prazo para o resgate que varia de acordo com tipo de acordo imobiliário que serviu de base para a emissão da LCI.

Para quem é indicada a LCI

O investimento em LCI é recomendado para quem deseja retorno garantido na aplicação financeira. Por se tratarem de um investimento de renda fixa, as LCIs são consideradas uma forma de aplicação conservadora, isto é, que oferece menores riscos, mas também ganhos menos expressivos.

Se o seu objetivo é investir sem correr risco de perder dinheiro, as LCIs são uma boa opção. Entretanto, se você busca levantar muito dinheiro em um período curto, o mais indicado é buscar formas de investimento mais agressivas, como a compra de ações.

Para te ajudar a se decidir sobre o investimento em LCIs, confira aqui uma lista com as instituições credenciadas para emitir LCIs e as diferentes rentabilidades, períodos de liquidez e vencimentos, dentre outras informações.

 

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play