Os erros mais comuns no orçamento pessoal

erros no orçamento pessoal

banner GB

erros no orçamento pessoalAo começar a organizar um orçamento pessoal, muitas pessoas cometem alguns erros básicos, que muitas vezes inviabilizam colocar suas contas em ordem. Coisas como deixar de considerar todos os gastos e pensar apenas em curto prazo estão entre os equívocos mais comuns. Ter uma planilha orçamentária sem saber exatamente o que se está gastando não é suficiente para usar bem seu dinheiro. Esses erros podem ser fatais para você se endividar, ter menos dinheiro ao final do mês e, consequentemente, deixar de realizar seus objetivos financeiros. Que tal saber quais são esses erros mais comuns ao fazer um orçamento pessoal? Confira:

1. Não destacar valores parcelados

Valores parcelados no cartão devem entrar no orçamento pessoal todos os meses, independentemente de quando vier a fatura. Muitas vezes, essas parcelas só aparecem na fatura na véspera do fechamento, então é muito comum que as pessoas ignorem esses gastos. Não cometa esse erro e mantenha o controle de todas as parcelas que estão por vir!

2. Não ter um fundo de emergência

Por mais difícil que seja, procure pensar sempre na possibilidade de haver emergências em sua vida, sejam elas de saúde, de manutenção do carro, ou até mesmo de reformas de última hora na casa. Esses são gastos imprevisíveis e, justamente por isso, devem contar com um “colchão” financeiro. Se você vive com o orçamento completamente no limite e não guarda nada para eventualidades, corre sério risco de se endividar quando elas ocorrerem.

3. Deixar de anotar pequenos gastos

Sabe o cafezinho na padaria? O gasto diário na banca de jornal? As compras de última hora na farmácia? Por menores que sejam esses gastos, eles também devem ser contabilizados. Deixar de considerá-los como despesas no orçamento é ignorar para onde vai seu dinheiro!

4. Acompanhar suas receitas e gastos apenas pelo extrato do banco

O extrato do banco não é o meio mais fácil de acompanhar seus gastos e receitas. Muitas vezes as movimentações são confusas e não ficam claramente identificadas no extrato. Se você tem dificuldades em ler seu extrato, procure utilizar aplicativos como o do GuiaBolso, que agrupam seus gastos e receitas de acordo com a natureza e facilitam a tarefa de categorização, análise e acompanhamento de suas movimentações financeiras.

5. Viver além de suas possibilidades financeiras

Por mais que você tente se enganar, não há como viver além de suas possibilidades financeiras. Seja realista e não ignore quando seu mês sempre termina no vermelho. Se for esse seu caso, procure já reduzir suas despesas e levar uma vida com menos gastos cotidianos.

6. Pensar em seu orçamento pessoal a curto prazo

Orçamento é também planejamento. Se planejar para o futuro é mais do que uma característica de pessoas organizadas, é uma necessidade de quem tem objetivos financeiros. Não deixe de pensar a médio e longo prazo, fazendo investimentos para o futuro e se prevenindo por meio de fundos de emergência.

7. Usar o cheque especial

Jamais use o cheque especial. Os juros cobrados são caros, há incidência de IOF (imposto sobre operações financeiras) e esse é um hábito perigoso para quem pretende regularizar as contas. Reorganize suas contas de forma a não precisar de usar esse tipo de crédito.

Esses são os 7 principais erros que as pessoas cometem em relação ao orçamento pessoal. E você? Comete alguns desses erros? Compartilhe sua experiência com a gente aqui nos comentários¡ Não deixe de participar!

banner GB 2
Leia também:
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 50 dicas para aprender como economizar dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *