Orçamento empresarial: como definir os gastos com RH da empresa?

Orçamento empresarial

banner GB

Orçamento empresarial como definir os gastos com RH da empresaUma empresa precisa cuidar de diversos fatores para ter sucesso e crescer. É necessário oferecer um produto ou um serviço de qualidade. A logística precisa funcionar bem. A infraestrutura oferecida para os seus funcionários deve ser de primeira.

Todos esses recursos são essenciais, mas nenhum deles é tão importante quanto investir em pessoas. São elas que vão determinar os caminhos da empresa, fazendo com que todos os fatores citados acima deem certo e gerem frutos para a empresa.

Por isso, é importante ter bem definido no orçamento empresarial, quanto e como deve ser investimento no setor de Recursos Humanos, pois é ele quem vai cuidar das questões básicas relacionadas aos colaboradores: contratação, salário, ações de incentivo, plano de carreira e muito mais.

Nesse artigo, o GuiaBolso vai mostrar para você a importância do RH, quais os principais gastos do setor, como controlá-los e, claro, como diminuí-los. São informações sacramentar a longevidade ou não das empresas.

A importância do RH

Foi-se o tempo em que o setor de recursos humanos ficava responsável apenas por selecionar, contratar e demitir funcionários, assim como lidar com pessoas com características diferentes. Claro, estas são funções básicas e essenciais da área. Mas, a cada dia, cresce a importância do RH.

Gerir pessoas também significa cuidar, agregar valor, supervisionar e, acima de tudo, motivar os trabalhadores de uma organização.

Valorizar os colaboradores é sinônimo de ter pessoas mais engajadas e preparadas para desempenhar melhor o seu trabalho. É a melhor forma de ter funcionários alcançando os objetivos da empresa.

Lembrando que é papel do setor zelar pelos direitos dos colaboradores. Ou seja: os rumos da empresa passam diretamente pela área de recursos humanos.

Quais as principais funções do RH

Como falamos acima, o setor de recursos humanos ganhou muita importância nos últimos anos. Ele passou a ser muito mais estratégico dentro das empresas. E isso significa que suas funções também aumentaram e que o orçamento empresarial deve ser muito bem gerido para a área. Entre suas principais funções estão:

  • Planeamento de recursos humanos
  • Recrutamento e seleção de pessoas
  • Integração dos novos profissionais
  • Análise e descrição das funções
  • Avaliação de desempenho
  • Remunerações e incentivos
  • Higiene e segurança no trabalho
  • Formação profissional
  • Desenvolvimento pessoal e de carreira

Quais os principais gastos do RH

Quando falamos de recursos humanos, falamos de pessoas. Nesse caso, o orçamento empresarial para o setor tem como base os gastos com os profissionais.

Muitas empresas fazem esse cálculo levando em consideração apenas o salário do colaborador. É um erro comum que pode gerar surpresas no futuro e causar problemas para o caixa da empresa. Além do salário, é preciso considerar os benefícios, encargos e outras obrigações.

  • Salário: é a remuneração paga ao funcionário pelo trabalho realizado no mês. É um gasto que pode ser classificado como salário fixo ou salário variável
  • Encargos: férias, adicional de férias, 13º salário, hora extra, ausência remunerada, hora noturna, periculosidade, insalubridade, repouso remunerado e licenças. Todas essas são as taxas obrigatórias que uma empresa precisa prever no orçamento empresarial
  • Benefícios: alguns são obrigatórios, outros vão de acordo com a política da empresa, como transporte, auxílio refeição, plano de saúde, plano odontológico, previdência privada, auxilio medicamentos, bolsas de estudos, etc.

Lembrando que é importante prever, também, reajustes como dissídio coletivo, o reajuste anual para reposição das perdas ocasionadas pela inflação, os reajustes para planos de saúde, odontológicos, além de aumentos no valor de vale transporte, alimentação e as reivindicações de aumento de salário pelos trabalhadores.

Como controlar o orçamento empresarial no RH

Controlar gastos passa por um planejamento financeiro eficiente. É uma ação que vai muito além da avaliação do setor de recursos humanos, para um olhar global da empresa para entender custos e gastos desnecessários e, assim, poder agir e otimizar o orçamento.

Comece por saber a atual situação financeira da empresa. Enumere quais são os custos fixos e quais são os variáveis, assim como as receitas.

Através de um balanço patrimonial é possível saber quais são os seus ativos e as receitas que eles geram para a empresa.

A partir daí, é possível estabelecer um orçamento por áreas e, consequentemente, controlar os custos do seu departamento de recursos humanos.

Dicas para diminuir gastos com o RH

Agora que você já sabe os principais gastos com o RH, como controlá-los, além da importância do setor para a sua empresa, é hora de descobrir como reduzir os custos com o departamento.

1. Banco de horas

Troque a remuneração das horas extras pelo banco de horas. O trabalho realizado a mais pelo funcionário pode ser compensado com folgas ou emendas de feriados. É uma forma de aliviar o caixa da empresa mas que deve ter um cuidado: a compensação deve acontecer no mesmo ano em que as horas extras ocorreram.

2. Terceirização

Em alguns casos, vale utilizar a mão de obra terceirizada, desde que ela não seja para a atividade fim da empresa. É uma maneira de desafogar a folha de pagamento e diminuir obrigações da empresa. O caso mais clássico é para os serviços de limpeza e conservação.

3. Economize gastos fixos

Água, luz, manutenção e infraestrutura são custos que as empresas têm que arcar, provenientes da utilização dos funcionários. Tome atitudes que possam diminuir estas despesas. Uma boa ação é propor férias coletivas, em períodos que as demandas dentro da empresa caem consideravelmente, não valendo a pena manter os colaboradores no trabalho. É comum isto ocorrer entre um período de dezembro ao início de janeiro, nas festividades de fim de ano.

4. Encargos trabalhistas

O Direito do Trabalho é uma das áreas que mais oneram as empresas hoje em dia. Por isso, cuidado ao contratar novos funcionários. Consulte advogados especialistas na área, para entender quais são os direitos do colaborador e os seus deveres, para prever estes custos no orçamento empresarial e não levar sustos no futuro. Por exemplo: você sabe se quem não é CLT, tem direito ao adicional noturno?

O orçamento empresarial é tão importante quanto a necessidade de se ter um bom setor de RH nas organizações.

Por isso, se ficou alguma dúvida, deixe nos comentários! O GuiaBolso vai esclarecer e ajudar você!

banner GB 2

Leia também:

– Compare 4 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 50 dicas para aprender como economizar dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comentários

comentários

2 Comments

  1. Quanto custa um processo de recrutamento e seleção?

    • Os custos podem ser os mais variados possível, Ana. Depende, por exemplo, de quantos testes vai querer aplicar, se haverá dinâmica em grupo, etc.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *