GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

7 dicas de como controlar as finanças pessoais

banner-GB

como controlar as finanças pessoaisFazer o controle de finanças pessoais é o primeiro passo para organizar sua vida financeira, equilibrar de vez suas receitas e as despesas e conseguir economizar para ter segurança no futuro e realizar seus sonhos. Ao tornar o controle financeiro parte da sua rotina você consegue saber exatamente para onde seu dinheiro está indo, evita surpresas no final do mês (como descobrir que sua conta já está no vermelho antes do dia 30) e consegue planejar suas finanças de acordo com o que realmente pode gastar. Confira dicas de como controlar as finanças pessoais e manter esse hábito no dia a dia:

Anote seus gastos diários

Anotar os gastos diários é a melhor forma de identificar como você está gastando seu dinheiro. O processo é simples: anote a despesa e, ao lado, o valor. Para funcionar, é importante não esquecer de registrar nem mesmo os pequenos gastos, como chicletes, pequenos lanches, revistas, passagens de ônibus etc. Por mais que o valor pareça muito baixo para impactar seu orçamento, quando somadas, estas pequenas despesas podem fazer a diferença no final do mês. Anotar os gastos diários também ajuda a identificar onde você está gastando o seu dinheiro, ver as categorias do orçamento em que estão as maiores despesas e onde é possível economizar.

Tenha uma planilha financeira

A planilha financeira pode ser uma ferramenta muito útil para manter o controle das finanças pessoais em dia. Ela pode ser criada do zero – em um programa como Excel ou Google Sheets – ou ser baixada diretamente da internet. A primeira opção pode ser vantajosa para quem quer um documento personalizado, já que as categorias de gastos e receitas serão criadas de acordo com a sua realidade. Por outro lado, baixar um modelo pronto não exige domínio de ferramentas de tabela e também é prático e rápido: você pode escolher uma planilha alinhada com seus objetivos financeiros e necessidades (com espaço para investimentos, área para planejamento financeiro etc.). Independentemente do modelo de planilha que você escolher, é importante criar uma rotina de anotar nela todos os seus gastos e receitas e, ainda, fazer um acompanhamento semanal da situação das suas finanças. Assim, você sabe quanto ainda pode gastar no mês de acordo com as receitas ainda disponíveis.

Use um gerenciador financeiro

Não tem paciência para anotar gasto por gasto e ainda ter que transferir os valores para uma planilha? Então aposte em um gerenciador financeiro para fazer o controle das suas finanças pessoais. A vantagem do sistema é que ele pode ser acessado de qualquer lugar (dependendo da opção escolhida, até mesmo pelo smartphone), mantém seus dados seguros e, ainda, pode ser atualizado automaticamente.

O GuiaBolso é um dos principais gerenciadores financeiros do mercado. Simples de usar, ele organiza suas finanças em menos de dois minutos. Basta inserir os dados do internet banking e a ferramenta puxa todas as movimentações feitas na conta corrente e no cartão de crédito, categorizando-as automaticamente. Com isso, fica muito mais fácil saber onde é preciso cortar gastos e onde dá para economizar.

Quite suas dívidas

Quitar as dívidas deve ser sempre prioridade. Apenas dessa forma é possível ter uma vida financeira equilibrada e conseguir economizar para realizar seus sonhos no futuro. Por isso, além de anotar gastos e entender como funcionam suas finanças, é essencial listar tudo o que você deve e para quem: banco, cartão de crédito, amigos. Em seguida, liste o valor atual da dívida, inclusive os juros que você está pagando. Priorize sempre as dívidas mais caras – como cheque especial e cartão de crédito – e fique atento para o parcelamento não consumir nunca mais de 30% da sua renda líquida mensal.

Crie uma reserva financeira

Ter um fundo para emergências é essencial para não passar apertos caso aconteça algum imprevisto na sua vida, como um carro quebrado, uma doença inesperada ou a perda do emprego. Por isso, caso não tenha dívidas, reserve pelo menos 15% da sua renda líquida mensal para formar esta reserva financeira, que deve corresponder de três a seis meses do seu salário. Para não correr o risco de esquecer de depositar o valor, programe a transferência para uma poupança ou outra forma de aplicação para um dia próximo da data em que você recebe seu salário. Assim, você não corre o risco de cair em tentação e gastar o dinheiro.

Fuja das compras por impulso

A compra por impulso é uma das grandes inimigas da vida financeira saudável. Para evitar este hábito e manter as finanças sempre em dia, comece a planejar suas compras. Precisa de um vestido novo? Espere pelo menos 30 dias para concluir se ele é realmente necessário. Após isso, pesquise preços e, de preferência, prefira sempre pagar à vista. Além de poder negociar um desconto de até 20% você não corre o risco de cair na armadilha dos parcelamentos, que podem acabar desequilibrando seu orçamento lá na frente.

Planeje, planeje, planeje

O planejamento anda de mãos dadas com o controle financeiro pessoal. Para ter tranquilidade na hora de gerenciar suas finanças, comece planejando metas de gastos para o próximo mês. Defina quanto você pode gastar em cada categoria do seu orçamento, priorizando as despesas fixas essenciais, como aluguel, condomínio e mensalidade do colégio. Em seguida, parta para as despesas variáveis, mas assim essenciais, como conta de luz, gás e supermercado. Depois de definir os gastos essenciais, parta para aqueles relacionados ao estilo de vida, como cuidados pessoas, lazer e restaurantes, sempre tomando cuidado para se manter na meta definida. Mesmo os sonhos financeiros devem ser planejados. Caso queira fazer uma viagem, por exemplo, defina o período em gostaria de ir, qual é o custo total da empreitada e quanto você deve poupar por mês para realizar este objetivo.

Saber como controlar as finanças pessoais é uma questão de hábito. Quanto mais você praticar, mais simples ficará e, melhor, suas finanças permanecerão sempre equilibradas.

Aprendeu como controlar as finanças pessoais pode fazer a diferença na sua relação com o dinheiro? Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Comente!

banner-GB-2

Leia também:

– Compare 4 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 50 dicas para aprender como economizar dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

 

Comente!

comentários

 
 

Joao fontes comentou:

muito boa ,valeu apena,ja conseguir ver alguns resultados positivos.obrigado

28/09/2017, 16:00

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play