Investimento: qual a diferença entre títulos RDB e CDB?

banner-GB

Investimento

Os RDBs (Recibos de Depósitos Bancários) e CDBs (Certificados de Depósito Bancário) são títulos de renda fixa emitidos por bancos para captar dinheiro. Ao contratar um RDB ou CDB o cliente está, na verdade, fazendo um empréstimo para a instituição financeira.

A rentabilidade dos títulos vem dos juros que são pagos pelo banco ao cliente no final do contrato pelo dinheiro que foi emprestado. O valor da aplicação inicial varia de instituição para instituição.

Apesar de ambos serem títulos de renda fixa, o RDB e CDB têm suas diferenças. Confira:

Quais são as principais diferenças entre CDB e RDB?

A principal diferença entre CDB e RDB é que a primeira opção pode ser negociada antes da data de vencimento, que é quando a instituição financeira paga o cliente que emprestou dinheiro para ela. Nessa situação, o valor é liberado no mesmo dia em que o investidor fizer a solicitação. O RDB, por outro lado, é intransferível e inegociável. Os CDBs podem ser emitidos por bancos múltiplos, comerciais, de desenvolvimento e de investimento. Os RDBs, além dessas instituições, também podem ser emitidos por cooperativas e sociedades de crédito e financiamento.

Em qual vale mais a pena investir?

Tanto o CDB quanto o RDB são investimentos de baixo risco por se tratarem de modalidades de renda fixa. A preocupação do investidor deve ser em relação à solidez da instituição financeira para a qual emprestará seu dinheiro. Apesar de similares, o RDB perde em relação ao CDB pela impossibilidade de negociar papéis. Ou seja, caso escolha esta modalidade de investimento o cliente não pode transferi-lo em nenhum momento. Por outro lado, o investidor que tem um CDB e opte por negociar o título antes do vencimento perde remuneração.

Vale lembrar que o resgate do CDB pode ser feito a qualquer momento desde que já se tenha passado o prazo mínimo da aplicação, que pode variar de um dia 12 meses, de acordo com o tipo de rentabilidade escolhida. O cliente que fizer o resgate antes do prazo não receberá nenhum rendimento.

Qual é a rentabilidade e quais são as taxas?

Tanto o CDB quanto o RDB apresentam vantagens para o investidor por permitir a negociação de taxas de remuneração dependendo do valor que foi investido e, assim, aumentar a rentabilidade do fundo. Há a possibilidade de ter taxas prefixadas (em que desde o início se sabe qual será o rendimento), pós-fixada (nessa opção, o rendimento é calculado no final da aplicação) ou, ainda, flutuantes (indexação às taxas CDI, CDB e Selic). Tanto no caso de CDB quanto de RDB há incidência de Imposto de Renda. No entanto, quanto mais tempo o valor ficar investido, menor a alíquota. Quando o prazo for inferior a 30 dias também há a cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Não há cobrança de taxas de investimento.

Na hora de decidir qual título investir, é importante considerar seus objetivos. Enquanto o RDB, por ser inegociável e intransferível, não oferece liquidez, o CDB, por ser passível de transferência, ao ser resgatado antes da data de investimento, pode comprometer o rendimento alcançado.

Ainda tem alguma dúvida em relação a RDB? e CDB Já investiu em alguma dessas modalidades? Deixe nos comentários!

banner-GB-2

Leia também:

– Compare 4 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 50 dicas para aprender como economizar dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *