Finanças pessoais: como organizar?

Young Man Looking At Woman Inserting Coin In Piggybank

banner-GB

Young Man Looking At Woman Inserting Coin In Piggybank

Passar grande parte da vida endividado e contando as moedas para poder pagar as contas no fim do mês é a realidade de grande parte dos brasileiros. Porém, saber organizar as finanças de maneira correta e eficiente pode lhe trazer muito mais do que noites tranquilas de sono. Pode proporcionar a realização de todos os seus sonhos e um futuro muito mais confortável e despreocupado.

Para lhe ajudar na tarefa de organizar as finanças, abaixo listamos cinco dicas que podem ser muito úteis nesse processo. Confira!

1. Tenha objetivos claros

Por que você deseja organizar as finanças? Seja para quitar aquela super dívida, trocar de carro ou até conquistar o sonho da casa própria, você tem que ter muito claro aonde quer chegar. Estar focado em um destino final fará com que você tenha mais motivação e disciplina para chegar lá. E, assim que alcançar o objetivo traçado, trate de arranjar outro. Afinal, sempre estamos querendo melhorar nossa vida, não é mesmo?

2. Trace planos

Agora que você já tem um, ou mais, objetivos traçados, é hora de planejar como você vai chegar lá. De nada adianta querer sair do atoleiro de dívidas, por exemplo, se você não tiver um plano eficiente elaborado para isso.

Qual a quantia deverá ter disponível, por mês, para chegar onde quer? Determine o que fará para conseguir isso. Seja cortando gastos do orçamento ou arranjando uma renda extra, o importante é mirar o alvo e atirar!

3. Pense anualmente

A maioria das pessoas, quando monta sua planilha de orçamento, faz todos os cálculos com base nos ganhos e gastos mensais, certo? Porém, quando visualizam o tamanho do rombo ou que não poderão equilibrar as finanças em apenas um mês, logo se desesperam e desistem de fazer o controle, para não se estressar.

Para evitar que isso aconteça, além do controle mensal, extrapole-o para os próximos 12 ou 24 meses. Aí sim, você conseguirá visualizar que diminuir o número de canais de TV a cabo produzirá uma grande economia a longo prazo, por exemplo.

4. Pague à vista

Ok, sabemos que esse, definitivamente, não é um costume dos brasileiros. Mas saiba que, todas as compras a crédito possuem juros embutidos, e que comprar à vista, além de mais barato, permite negociações.

Por isso, acostume-se, cada vez mais, a fazer compras pagando no ato. Talvez nos primeiros meses de planejamento isso não será totalmente possível, haja vista que seus ganhos estarão super comprometidos. Porém, conforme for se livrando das dívidas, adquira de vez o costume das compras à vista em tudo.

5. Calcule os gastos em tempo de trabalho

Essa dica é ótima para aqueles que tem o costume de comprar por impulso. Divida seus ganhos mensais líquidos pela quantidade de horas que você trabalhará naquele mês. Assim, você saberá quanto ganha por hora trabalhada.

Quando pintar aquela vontade de comprar o último modelo de smartphone do mercado, faça as contas para saber quantas horas terá de trabalhar para conseguir pagar pela brincadeira. Você pode se surpreender. E decidir gastar seu precioso dinheiro com algo mais essencial.

Gostou desse conteúdo? Conhece alguma outra dica para organizar as finanças que não foi listada aqui? Conte para a gente nos comentários e enriqueça a discussão sobre esse assunto!

banner-GB-2

Leia também:

– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *