GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

Pagar as dívidas: 8 passos para se organizar melhor

620x100-gradiente

43235-pagar-as-dividas-x-passos-para-se-organizar-melhorDiante do atual cenário financeiro, muitas pessoas buscam soluções para pagar as dívidas, mas acabam se enforcando mais ao optar por soluções milagrosas.

Claro que existe uma chance minúscula de você ser premiado na loteria. Mas enquanto isso não acontece, é melhor dar uma olhada neste artigo e ficar atento a estes oito passos para mudar a sua situação de uma vez por todas, se concentrando em pagar as dívidas para se livrar desse sufoco o mais rápido possível. Acredite, agora vai!

As pessoas tem a tendência de comprometer toda a renda no pagamento de dívidas e arcar com juros altos, independente de quanto ganham. Mas saiba que hoje já existem soluções bem mais baratas, rápidas e transparentes para você conseguir um empréstimo adequado e solucionar seu problemas. Esse é o caso do Just e de outras instituições que oferecem empréstimos online, por exemplo.

Repense suas escolhas e esqueça as receitas mágicas. Através destas sugestões, você, finalmente, poderá sentir o alívio merecido pairando sobre seus ombros. Veja oito passo de como pagar as dívidas.

1. Organize sua vida financeira

Assim como para emagrecer, poupar ou abrir um negócio, quitar seus débitos também demanda uma dose de disciplina e inteligência para alcançar o sucesso. Você precisa acreditar que é possível, e manter seus esforços voltados para atingir suas metas. Afinal de contas, todo mundo tem capacidade de sobra para usufruir a tranquilidade que uma vida financeira equilibrada proporciona, não é mesmo?

O primeiro passo é, sem dúvidas, organizar suas finanças para visualizar os débitos e sua renda mensal. Hoje existem várias opções para fazer isso de uma forma clara e prática, confira:

  • Orçamento em papel, anotando num caderninho ou agenda de dívidas;
  • Alimentando, diariamente, planilhas no computador com o Excel;
  • Recorrendo aos aplicativos para celular – que é uma mão na roda para quem tem um cotidiano apressado (Lembre-se que o GuiaBolso faz isso automaticamente pra você!);
  • Método do envelope – uma velha maneira de administrar, separando as quantias por pacotinhos.

2. Negocie para pagar as dívidas

Este é um momento crucial, no qual você escolhe a melhor forma de negociação que vai atender ao seu bolso. Você pode aprender mais sobre negociar sua dívida com o banco, parcelar o cartão ou os passos fundamentais antes de optar por um empréstimo.

O fato é que, independente da sua escolha, saiba que deverá incluir essa conta em seu orçamento a fim de garantir que a alternativa não prejudique suas despesas básicas mensais.

3. Estabeleça prioridades

Pensar sobre a dívida, dia e noite, causa um desgaste prejudicial à saúde. Mas, muita calma nessa hora! Se você já visualizou a sua real situação, é hora de estipular as prioridades para quitá-la.

Dado o devido orçamento, crie categorias de despesa e defina um limite para cada uma a partir da sua renda. Certifique-se de que seu orçamento nunca excede a renda (caso exceda, corte alguns itens), pois você precisa aprender a lidar com o que parece ser uma montanha intransponível. Com persistência, esse exercício se tornará mais fácil do que você pensa.

4. Enfrente os juros

Você prefere se esconder e correr léguas de distância para não ter que enfrentar os juros? O diferencial aqui é justamente enfrentar os valores de cada dívida, listando do menor para o maior. Depois, coloque em ordem da maior taxa de juros para a menor. Aquelas com percentual de juros mais alto são as que lhe custarão mais dinheiro, e por isso, são as que você deve pagar primeiro.

Caso esteja enrolado no cheque especial ou cartão de crédito, consideradas modalidades caras de endividamento, considere pegar um empréstimo com juros menores, como o do Just, e quitar as dívidas.

5. Controle os gastos

Agora, dê uma olhadinha em suas despesas do mês passado. Houve a aquisição de algo supérfluo? Você gostaria de poder sair mais vezes para comer naquele restaurante que adora, ou precisa diminuir os gastos com cerveja, balada ou entretenimento em geral?

A questão é que estes valores representam uma forma de economia poderosa para pagar seus débitos com maior rapidez. Saiba que a temporada de corte de gastos não vai ser para sempre, trata-se de uma fase temporária. Afinal, adiar estes momentos fará com que você possa desfrutar de uma vida livre de dívidas mais tarde!

6. Venda algo em desuso

Dê uma olhada ao redor de sua casa. Existe alguma coisa ocupando espaço que você realmente não precisa? Talvez existam móveis ou aparelhos sem necessidade. Você pode anunciar estes objetos nas redes sociais para amigos interessados, por exemplo, ou vender por sites e grupos de desapego.

 7. Aumente o seu rendimento

Se mesmo diante de todas estas alternativas, você ainda estiver se espremendo entre o dinheiro que entra e o que precisa sair, considere a possibilidade de aumentar seus rendimentos, seja através de um novo emprego ou alguma atividade que possa fazer em casa.

Invista em seus talentos ou no que gosta de fazer que não atrapalharia seu emprego fixo. A venda de artesanatos, cosméticos, doces ou consultorias de serviços de informática, por exemplo, são táticas para ganhar dinheiro extra em seu tempo livre, quem podem contribuir para quitar suas dívidas na íntegra em um período menor.

8. Crie recompensas para si

O processo de focar nos débitos não precisa ser uma tarefa árdua, pois você pode torná-lo mais divertido e atrativo para si mesmo. Pense em um jogo estratégico, no qual você ganha benefícios extras a cada etapa conquistada ao longo do caminho.

Toda vez que você pagar uma dívida, faça algo para comemorar. Tome um sorvete, um café especial, vá ao cinema ou ao salão – pode ser qualquer coisa que não comprometa muito seu orçamento. Isso vai ajudar na motivação de seguir em frente no progresso que você fez.

Como você viu, não existem milagres, mas sim atitudes transparentes e objetivas. Seja sincero consigo mesmo e lembre-se que, assim como tudo na vida, pagar as dívidas também requer que você se mantenha focado no resultado final e não nos obstáculos do caminho.

Estas dicas foram úteis para você pagar as dívidas? Já está colocando alguma delas em prática? Divida sua opinião conosco nos comentários e ajude outras pessoas a saber como lidar melhor com suas dívidas.

620x100-foto

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play