GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

Imposto de Renda: como começar a organizar a sua declaração de 2017

banner-GB

59719-imposto-de-renda-como-comecar-a-organizar-a-sua-declaracao-de-2017O Imposto de Renda é uma taxa descontada mensalmente do salário dos trabalhadores, que varia de acordo com o poder aquisitivo de cada um. Anualmente, todos aqueles que tiveram rendimento acima do mínimo estabelecido pelo governo devem fazer a declaração de Imposto de Renda. Quem teve mais que R$ 28.123,91 em rendimentos tributáveis em 2016 deve declarar.

O prazo para prestar contas à Receita Federal geralmente se estende até abril do ano seguinte. Muitas pessoas deixam para a última hora e correm o risco de se esquecerem algo e caírem na malha fina. Em 2016, 771 mil declarações apresentaram irregularidades, o que fez com que milhares de contribuintes tivessem de se justificar na Receita Federal. Para evitar a burocracia de ter de se explicar, é importante que você se planeje e já comece a organizar sua declaração de Imposto de Renda para 2017.

Veja a seguir algumas dicas que preparamos para você!

Faça um rascunho do seu Imposto de Renda

No site da Receita Federal, é possível fazer um rascunho do seu Imposto de Renda, preenchendo previamente algumas informações que serão necessárias no futuro. Trata-se de um aplicativo que pode ser utilizado no computador ou em dispositivos móveis. Nele, o contribuinte pode colocar dados dos seus rendimento do período compreendido entre 01/01/2016 e 31/12/2016.

As informações contidas no rascunho não contemplam toda a declaração de Imposto de Renda, mas já ajudam, visto que poderão ser importadas quando o formulário oficial ficar disponível.

Organize todos seus gastos e receitas

É necessário colocar na sua declaração tudo que o contribuinte ganhou – entre salário, rendimentos com investimentos, venda de produtos e aluguel -, o que ele já possuía como imóveis, carros, terras e também os gastos com saúde e educação, que podem reduzir o valor a ser pago de Imposto de Renda.

Além disso, pessoas que trabalham como freelancers ou com serviços avulsos e que emitiram nota fiscal também precisam incluir esses dados na declaração. Os trabalhadores autônomos devem somar todos os valores e recibos de serviços prestados ao longo do ano.

Verifique a existência de dependentes financeiros

Muitas pessoas não sabem, mas se você tiver dependentes financeiros eles podem ser incluídos na sua declaração de forma a diminuir o valor do imposto. Dessa forma, o contribuinte deverá colocar esses dados também. Algumas pessoas que podem ser consideradas dependentes são: filhos, cônjuges, netos e pais. Eles devem atender a alguns critérios. Para saber quem pode ser considerado seu dependente, acesse o site da Receita Federal.

Seja proativo

Você já pode reunir os documentos que precisa para a declaração, como comprovante de rendimento do seu emprego e extrato do banco e corretora referentes à sua conta corrente e investimentos em 2016. Além disso, fique atento aos prazos estabelecidos pela Receita Federal para não deixar a declaração para a última hora. Neste ano, a declaração poderá ser entregue entre 2 de março e 28 de abril. O programa da declaração e rascunho ficará disponível para download a partir do dia 23 de fevereiro.

Seguindo as instruções apresentadas, esperamos que você consiga organizar melhor seu Imposto de Renda de 2017 e inicie o próximo ano sem preocupações. Lembre-se, o planejamento prévio pode evitar problemas maiores no futuro. Se você tem alguma outra dica ou dúvida sobre como elaborar a declaração, deixe seu comentário!

banner-GB-2

Leia também:

– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play