GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

5 passos importantes para te ajudar a sair das dívidas

banner-GB

59919-x-passos-importantes-para-te-ajudar-a-sair-das-dividasSair das dívidas e retomar o equilíbrio financeiro parece uma atividade difícil para muita gente. Mas não se assuste! É só impressão. Basta organização e as informações certas para conseguir sair das dívidas. Com disciplina, é possível recuperar o controle de suas contas e deixá-las em dia.

É preciso uma mudança de postura, atitudes e hábitos diários. Você deverá criar metas para poupar dinheiro, além de detalhar todos os gastos diários para saber em que exatamente o seu dinheiro foi gasto.

Para te ajudar a sair do vermelho e pôr as contas em dia, separamos 6 dicas essenciais que o ajudarão nesse desafio. Acompanhe!

1. Anote todos os seus gastos

Muita gente pensa que os pequenos gastos diários não contribuem tanto assim no orçamento mensal. Mas na verdade, é possível realizar uma economia grande ao cortar os gastos desnecessários do dia a dia. E para identificá-los, passe a anotar tudo o que você gasta diariamente. É importante ter uma noção exata do quanto se gasta para poder estipular uma meta diária com o intuito de sobrar mais no fim do mês. 

Você pode fazer isso em um caderno, em uma planilha de Excel ou Google Drive ou ainda usando um aplicativo automático, que puxa diretamente da sua conta todos os gastos.

2. Estabeleça prioridades para sair das dívidas

Assim como a anotação vai permitir que você identifique quais são os gastos realmente necessários, o estabelecimento de prioridades é outro hábito importantíssimo para sair das dívidas. A ideia é priorizar as contas mais importantes, como aquelas com maior cobrança de juros. O pagamento do aluguel, das contas de água e energia elétrica deve ser priorizado também por estas serem necessidades básicas.

3. Reduza o consumo desnecessário

Diga adeus ao Netflix, fast food do final de semana e à prática de comer fora todos os dias. É possível reduzir bastante o consumo apenas tirando algumas coisas de sua rotina. Caso você precise comer fora, uma dica é cozinhar em casa e levar a comida para a empresa. A economia diária será gradual, mas totalmente benéfica para o seu bolso no fim do mês.

4. Utilize o cartão de crédito apenas quando for necessário

O cartão de crédito é um dos maiores vilões de quem está no vermelho. A facilidade em parcelar a compra de itens que muitas vezes você não precisa, contribui para o acúmulo das dívidas. Em vez disso, prefira utilizar dinheiro vivo para fazer as suas compras. Neste cenário, você ainda poderá obter um bom desconto ao realizar a compra à vista.

5. Troque juros caros por juros mais baratos

Quem deve ao cheque especial ou está com o cartão de crédito atrasado sabe que os juros cobrados não são brincadeira. Nessa situação, é indicado pegar um empréstimo para quitar logo essas dívidas. Assim, você poderá liquidar as despesas que possuem juros altos, trocando-as por prestações que possuem taxas de juros inferiores. No site do GuiaBolso e no aplicativo você consegue comparar as melhores opções de empréstimo e contratar ali mesmo.

6. Renegocie suas dívidas

Em caso de dívidas antigas, é possível negociá-las junto a empresa. Para conseguir descontos ou até mesmo maior flexibilidade na hora do pagamento a dica é tentar quitá-las o mais rápido possível deixando de lado os juros cobrados pelas parcelas mensais.

Entre em contato e pergunte para as empresas que você está devendo quais são as opções disponíveis para a sua realidade. Informe sobre o seu desejo de pagar e a sua situação. Mas é importante tomar cuidado e ver se a solução proposta pela empresa traz benefícios reais para você e se a parcela não continua muito pesada para o seu orçamento.

Ao seguir essas dicas, você poderá criar um plano de ação e, aos poucos, sair das dívidas de forma consistente. Tente ao máximo evitar novas dívidas durante o caminho, pois você contribuirá, mais ainda, para essa bola de neve que parece não ter fim!

O que você tem feito para sair das dívidas? Compartilhe sua experiência, deixando seu comentário no post!

banner-GB-2

Leia também:

– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comente!

comentários

 
 

Marilene comentou:

Ola ,
Fiquei interessada em fazer um empréstimo pessoal,mas não tive coragem de colocar minha senha bancaria. Sou corretora de imóveis, e nosso mercado ficou paralisado no ano passado, fiquei 5 meses sem vender e isso acarretou compromissos em atraso, e tenho meu nome comprometido, não sei se sera possível conseguir um empréstimo estando nessa situação. Este ano começou melhor estou com perspectivas de vendas em andamento, não sei se isso ajuda.Sou corretora ha vinte anos e pela primeira vez me encontro nessa situação difícil.
No que vocês poderiam me ajudar?
Grata

10/01/2017, 18:00

    GuiaBolso comentou:

    Oi, Marilene

    Tudo bem? Nossos sistemas são totalmente seguros. Utilizamos hoje o que há de melhor em termos de segurança da informação. Temos até entre nossos conselheiros o Neil Daswani, um professor de Stanford e grande especialista em segurança de dados. Conseguimos ajudar nos empréstimos caso você finalize o processo. =)

    Abraço!

    12/01/2017, 11:43

luiz Antônio Mendes comentou:

preciso de empréstimo pra quitar minhas dicidas tenho renda comprovada de 3900.00 preciso de 80 mil posso pagar em 120 meses favaor entra em contato com migo

11/01/2017, 08:44

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play