10 passos para te ajudar a sair das dívidas em 2017

62911-10-passos-para-te-ajudar-a-sair-das-dividas-em-2017

banner-mktplacedireto-2

62911-10-passos-para-te-ajudar-a-sair-das-dividas-em-2017Ano novo, vida nova: esse é o desejo de muitas pessoas para 2017. Com isso, nascem promessas de exercitar-se mais, de mudar de emprego e de colocar as contas em dia.

Se você faz parte do grupo de brasileiros que começaram o novo ano cheios de dívidas contraídas em 2016, o post de hoje irá te ajudar. Separamos algumas dicas para acertar suas contas nos próximos meses e sair das dívidas em 2017. Continue a leitura!

1. Estabeleça metas

Antes de mais nada, defina o quanto você quer economizar por mês e quando pagará suas dívidas. Se você tiver uma meta bem definida para perseguir, terá mais motivação para buscar seu objetivo.

2. Faça um plano

Agora que você já definiu seu objetivo, é hora de desenhar uma estratégia para alcançá-lo. Este é o momento de pensar em quais pontos do seu orçamento você economizará, quais contas cortará e quais caminhos pode percorrer para obter rendas extras.

3. Corte gastos não essenciais

É necessário revisar todas as suas contas, do cafezinho à TV a cabo. Você está endividado e, infelizmente, deve se limitar a gastos essenciais, como contas básicas e alimentação.

4. Repense seu estilo de vida

Se a sua dívida for grande, você terá que fazer cortes mais drásticos. É hora de pensar em vender seu carro e até mesmo em se mudar para um apartamento menor e economizar o aluguel. Afinal, de nada adianta cortar apenas o cafezinho: é preciso revisar o seu padrão de vida para encaixá-lo na sua renda atual, de forma que você consiga ter dinheiro para pagar as dívidas anteriores sem contrair novas.

5. Envolva sua família

Não adiante você cortar gastos se os outros membros da família continuarem a estourar o limite do cartão de crédito. Todos precisam se engajar para atingir a meta de sair das dívidas! Converse abertamente com sua família e divida nossas dicas com eles.

6. Use planilhas financeiras

Para conseguir seguir o seu plano, é essencial que você tenha controle total do seu orçamento. Para isso, crie uma planilha financeira para saber exatamente quanto dinheiro você tem, quanto e onde você gasta e, no final do mês, quanto falta ou sobra.

7. Negocie suas dívidas

Os bancos costumam dar descontos para os devedores que desejam pagar sua conta. Tente negociar e reduzir ao máximo a sua dívida.

8. Busque crédito mais barato

Existem linhas de crédito com juros muito maiores do que outras. O cheque especial, por exemplo, encerrou dezembro de 2016 com uma taxa de 314,51% ao ano, a maior já registrada desde março de 1999. Portanto, você pode contratar empréstimos com condições melhores. O GuiaBolso recentemente lançou uma plataforma de empréstimos onde é possível contratar ofertas de diferentes lugares de forma transparente. Você já fica sabendo previamente o valor das taxa de juros e das parcelas. Com o dinheiro em mãos, tente quitar as dívidas com taxas de juros maiores primeiro.

9. Procure uma renda extra

Além de cortar gastos, outra forma de sair das dívidas é aumentar sua renda. Existem várias alternativas para aumentar seu rendimento, como produzir algo para vender e buscar trabalhos além do expediente, como motorista de Uber.

10. Mantenha a vigilância

Se você conseguir implementar todas os passos anteriores e sair das dívidas, nada de relaxar e voltar a gastar descontroladamente! Continue com a disciplina e mantenha um controle constante das suas finanças, planejando os gastos para alcançar cada sonho.

Viu só? O caminho para livrar-se das contas é difícil mas, com nossas dicas, é possível sair das dívidas em 2017! E então, pronto para colocar a mão na massa? Tem outras sugestões ou dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e conte pra gente.

banner-mktplacedireto-1

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *