Ações e Taxa Selic: como um afeta o outro

Money concept: computer keyboard with Dollar Coin icon on enter button background, 3D rendering

banner-mktplacedireto-2
Money concept: computer keyboard with Dollar Coin icon on enter button background, 3D rendering

Você deve ter visto recentemente no noticiário que o Banco Central (BC) decidiu reduzir a taxa Selic de 12,25% para 11,25% ao ano. Mas você sabe o que isso significa? E qual a relação entre o investimento em ações e taxa Selic?

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a taxa básica de juros e sua relação com a variação no preço das ações.

O que é a taxa Selic?

A taxa Selic é a taxa básica de juros do país. Ela define, por exemplo, quanto o governo federal vai pagar de juros para quem empresta dinheiro para ele, ou seja, para quem investe em títulos públicos.

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Como é definida a taxa Selic?

A taxa Selic é definida pelo Copom (Comitê de Política Monetária), formado por diretores e pelo presidente do Banco Central. O comitê se reúne a cada 45 dias, por dois dias.

Ao fim da reunião, é divulgada uma nota com considerações gerais sobre a economia e a decisão sobre a taxa de juros, que pode ser mantida no patamar anterior, elevada ou reduzida. Também é divulgado se a decisão foi unânime ou não.

Como a taxa Selic afeta a economia?

A Selic serve como referência para todo o mercado financeiro. Por isso, quando a taxa Selic está alta, sobra menos dinheiro para emprestar para empresas e indivíduos.

Para entender melhor, pense em um grande banco. Ele tem um capital que pode ser usado para conceder crédito para empresas investirem nos seus negócios ou para indivíduos que estejam pedindo financiamentos.

Só que emprestar esse dinheiro tem um risco, que é o da inadimplência. Se a taxa Selic está alta, é mais vantajoso para o banco comprar títulos públicos, cujo risco é o de o governo federal não honrar seus compromissos, que é pequeno.

Assim, ele prefere investir em títulos públicos e, ao mesmo tempo, cobra juros mais altos no crédito para empresas e indivíduos. Com isso, o volume de recursos disponível na economia diminui. As pessoas consomem menos e as empresas diminuem o investimento nos seus negócios.

Por isso, o BC costuma elevar a Selic quando quer conter a inflação, já que, com a taxa mais alta, o consumo diminui e, como consequência, não há muito espaço para subir preços. Por outro lado, quando a economia está fraca, o BC reduz a taxa Selic, tornando o crédito mais barato e estimulando o consumo.

Qual a relação entre ações e taxa Selic?

Em primeiro lugar, vale lembrar que uma ação é um pedaço de uma empresa — ou seja, o preço da ação reflete a expectativa dos investidores em relação ao desempenho daquela companhia.

Logo, se a taxa Selic mais baixa favorece o desempenho da economia, necessariamente também é positiva para os resultados das empresas. Por si só, a queda na taxa básica de juros já é um fator positivo para o mercado de ações.

No entanto, nem todas as empresas são impactadas da mesma forma pelas variações na Selic. Isso depende muito do setor em que a empresa atua.

As que têm relação com consumo, por exemplo, costumam ser mais beneficiadas pela redução da taxa de juros. Isso porque, como dito acima, há mais crédito disponível. Por isso, varejistas, montadoras de veículos e fabricantes de eletrodomésticos são alguns dos setores que mais costumam se beneficiar de uma queda na taxa Selic.

Além disso, as aplicações em renda fixa passam a render menos com a queda da taxa Selic.

Assim, os investidores são obrigados a procurar opções de maior risco em busca da possibilidade de ter retornos maiores ou mesmo iguais aos que vinham obtendo. E isso, claro, é positivo para a Bolsa de Valores, que recebe um volume maior de recursos dos investidores.

Agora que você já sabe a relação entre ações e taxa Selic, aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar ainda mais por dentro do mundo das finanças!

banner-mktplacedireto-2

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *