Como pagar as dívidas do cheque especial?

85494-como-pagar-as-dividas-do-cheque-especial

banner-mktplacedireto-2

85494-como-pagar-as-dividas-do-cheque-especialAs facilidades do cheque especial estimulam muitos consumidores a utilizarem o limite pré-aprovado em conta como se fosse um complemento da renda. Tão perigosa quanto simples, a prática pode levar a um caminho direto rumo ao superendividamento em pouco tempo de uso.

Felizmente, não é um caminho sem volta: com uma boa dose de disciplina e a estratégia certa, é possível reverter o quadro e deixar de usar o cheque especial como um auxílio para fechar as contas todos os meses. Quer saber como pagar as dívidas do cheque especial? Acompanhe este artigo!

5 dicas para pagar as dívidas do cheque especial

1. Avalie seus gastos

Uma forma eficaz de pagar as dívidas do cheque especial é cortar gastos. Quanto mais dinheiro sobrar no final do mês, mais rápido será cobrir o buraco da conta. Mas se você caiu no cheque especial é bastante provável que você esteja gastando mais do que pode sem se dar conta disso.

Para vislumbrar um retrato fiel de suas economias, é preciso cultivar alguns bons hábitos de educação financeira. Anotar os gastos é uma prática essencial para quem quer se livrar das dívidas.

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

Tome nota de todos as despesas rigorosamente durante certo período. Com os números em mãos, compare seus gastos com seus ganhos e veja quanto dá para economizar a fim de cobrir o cheque especial.

Neste momento, é possível que você se surpreenda com certos gastos aparentemente inofensivos, mas que causam um estrago considerável nas finanças. Faça os devidos ajustes para conseguir se livrar das dívidas com mais facilidade.

2. Substitua a dívida por outra mais barata

Se você está usando o limite há algum tempo e não vê perspectivas de mudança a curto prazo, cogite a possibilidade de substituir o cheque especial por outra dívida.

Junto com o cartão de crédito, o cheque especial é uma das modalidades de crédito que aplicam os maiores juros do mercado. Portanto, é grande a chance de que as opções que você está pesquisando sejam melhores do que cheque especial e cartão de crédito.

É possível, por exemplo, contrair um empréstimo com a finalidade específica de cobrir o limite do cheque especial. Dentre as opções existentes, o consignado é uma das mais vantajosas, já que os juros saem mais em conta que em outras modalidades.

Após contratar o empréstimo e liquidar a dívida, tome muito cuidado para não entrar novamente no limite. Caso tal situação ocorra, você corre o risco de acumular os juros do cheque especial com as parcelas do empréstimo, o que pode ser complicar o seu controle financeiro.

3. Renegocie a dívida

Vale a pena conversar com o gerente de sua conta e tentar chegar a um acordo. Embora o banco não seja obrigado a aceitar uma proposta de renegociação, a verdade é que a inadimplência não traz benefícios para nenhuma das partes. Portanto, é possível que vocês cheguem a um acordo.

Ao procurar o banco, leve uma proposta concreta. Faça uma prévia avaliação de suas finanças e proponha condições que estejam realmente dentro de suas possibilidades. Certamente, as chances de um acordo serão maiores se houver transparência.

4. Faça a portabilidade de crédito

Ainda que a renegociação não avance, você ainda tem um trunfo a ser usado a seu favor. Se a situação está insustentável, a portabilidade de crédito pode ser uma forma interessante de conseguir um alívio nas dívidas.

A portabilidade permite que você transfira suas operações para uma instituição financeira de sua preferência. Assim, existe a possibilidade de encontrar um banco que cobre juros mais acessíveis e transferir a dívida para lá.

Ao conseguir um alívio, lembre-se de que o ideal é sair do limite do cheque especial de uma vez por todas. Aproveite para economizar e liquidar a dívida definitivamente.

5. Venda alguns de seus bens

Se as alternativas apresentadas não forem suficientes para que você pague as dívidas do cheque especial, uma solução drástica pode ser a venda de alguns de seus bens para sair do vermelho.

Embora não seja uma saída das mais agradáveis, a opção pode permitir que você recomece com novo fôlego, sem dívidas sufocantes e ciente dos benefícios de um bom planejamento financeiro.

Então, gostou das dicas? Está pronto para pagar as dívidas do cheque especial? Veja como o GuiaBolso pode ajudar você a resolver isso de uma vez por todas!

banner-mktplacedireto-2

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *