GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

Saiba onde guardar dinheiro de maneira segura!

banner-mktplacedireto-2

Quando pensamos em organização financeira, um dos tópicos que merecem atenção especial é onde guardar dinheiro de maneira segura. Afinal, além de se preocupar com a segurança, é preciso pensar também em outros fatores, como a rentabilidade.

O hábito de guardar dinheiro em casa, muito comum em décadas passadas, não é uma opção das mais recomendáveis. Além do risco de roubos, cujas estatísticas, infelizmente, são cada vez mais altas, o dinheiro parado em casa deixa de render juros e o seu poder de compra é corroído pela inflação.

Outra maneira tradicional de guardar dinheiro, a poupança, há muito tempo deixou de ser vantajosa. Embora ganhe pontos no quesito segurança e seja isenta de Imposto de Renda, a caderneta de poupança tem um rendimento baixo, incapaz de repor as perdas inflacionárias.

Mas, então, onde guardar dinheiro com segurança e garantir uma boa rentabilidade? Neste artigo, apresentaremos quatro opções para você. Confira:

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

1. CDB

Para quem prioriza a segurança ao guardar dinheiro, o CDB pode ser uma ótima opção. Os Certificados de Depósito Bancário são considerados investimentos de baixo risco. Em poucas palavras, você empresta dinheiro para o banco, que emite o documento.

Para resgatar o CDB sem perdas financeiras, é preciso aguardar seu vencimento. Além disso, o produto também está sujeito à incidência de Imposto de Renda.

2. Tesouro Direto

Tesouro Direto apresenta uma rentabilidade bem maior do que a caderneta de poupança e é um ótimo caminho para quem procura onde guardar dinheiro com segurança. Ao comprar títulos públicos, você empresta dinheiro ao governo federal, que utiliza os recursos para pagar dívidas e realizar investimentos.

Considerada uma opção de baixíssimo risco, a compra de títulos públicos pode ser feita diretamente no site do Tesouro Direto, por qualquer pessoa. Há três tipos de título no Tesouro:

 – Tesouro Selic: é um pós-fixado, que pagará a taxa de juros Selic referente ao dia de seu vencimento. Ideal para projetos financeiros de curto prazo;
 – Tesouro Prefixado: a taxa de juros do rendimento do título é determinada no momento da compra do título, com ou sem pagamentos semestrais;
 – Tesouro IPCA: este título paga ao investidor um juro fixo mais a variação da inflação medida pelo IPCA. Pode ter ou não pagamentos semestrais.

Assim como o CDB, os títulos públicos também estão sujeitos à tributação do Imposto de Renda. Quanto à liquidez, conforme a estratégia, é possível vender os títulos antes do vencimento sem prejuízos. Saiba, contudo, que o mais indicado é guardar os títulos até o final.

3. Fundos de investimento

Os fundos funcionam como uma associação de pessoas para fazer um investimento, que é gerido por um profissional, o gestor do fundo. Os investidores compram cotas desse investimento e, assim, passam a fazer parte desse fundo.

É importante ter cuidado, entretanto, com a taxa de administração, que pode comprometer boa parte da rentabilidade. Existem diversas opções de fundos de investimento, sendo as mais conservadoras as melhores para quem procura guardar dinheiro com segurança.

4. Previdência Privada

previdência privada é uma boa opção para quem pretende guardar dinheiro pensando em longo prazo. Existem duas modalidades, voltadas para cada forma de declaração de Imposto de Renda, ambas consideradas de baixo risco.

No PGBL, a incidência do IR ocorre em sua totalidade no momento do resgate, o que torna a opção mais interessante para quem faz a declaração completa do IR. O VGBL, por sua vez, é mais vantajoso para quem utiliza o modelo simplificado, já que o imposto incide apenas sobre o rendimento. Você pode conferir neste artigo as diferenças entre as duas modalidades.

Essa escolha tem suas desvantagens, como o impacto da taxa de administração sobre a rentabilidade e a impossibilidade de direcionar os investimentos.

Como vimos, existem bons caminhos para quem procura onde guardar dinheiro com segurança sem deixar de lado a rentabilidade. Confira as opções apresentadas, faça a sua escolha e não deixe de reservar tempo para sua educação financeira.

Estamos nas redes sociais e você pode acompanhar nossas dicas e várias informações úteis no FacebookTwitter e LinkedIn!

banner-mktplacedireto-2

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play