GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

Renegociação de dívida: 5 erros para nunca cometer

620x100-gradiente

A renegociação de dívida é uma modalidade muito utilizada pelas instituições financeiras, principalmente em tempos de crise. E trata-se de um procedimento que pode ser muito útil para quem está endividado.

A ideia é oferecer um produto, com menores juros, para que o cliente possa quitar eventuais débitos com a instituição. Falando assim, parece simples e tentador, mas é preciso tomar cuidado.

Não existem milagres no mercado financeiro e, de alguma forma, você continuará em débito com a instituição. O importante é garantir que este débito esteja de acordo com o seu orçamento, caso contrário o problema pode até piorar. Veja 5 erros que você não pode cometer na hora de renegociar suas dívidas:

1. Adotar prazos mais longos

Uma armadilha desconhecida nos empréstimos são os seus prazos. A maioria das pessoas pensam que só a taxa de juros aumenta o custo final de um financiamento. Mas, na verdade, prazos longos também oneram os empréstimos. Isso acontece porque a incidência de juros se alonga no tempo e torna o custo final maior do que o esperado.

Por isso, se você for negociar, não estenda o prazo de pagamento para além do que você já tinha contratado originalmente. Caso isso aconteça, você pode até pagar menos por mês, mas vai gastar mais ao fim da operação.

Leia também:

– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?

2. Cair na armadilha das vendas casadas

Nem todas as instituições agem com idoneidade nas renegociações. Um exemplo são as que praticam a venda casada, aproveitando o desespero do cliente que está endividado. Assim, os gerentes colocam a contratação de outro produto como um seguro ou título de capitalização, como condição para renegociar.

Além de ser prejudicial para a sua saúde financeira, a venda casada é crime. Se você for vítima, denuncie a instituição imediatamente.

3. Voltar a se endividar

Após renegociar, você deve fazer uma revisão no seu orçamento. Afinal de contas, se você estava em uma situação de débito, significa que suas finanças não estavam saudáveis. Caso não tome cuidado, você pode voltar a passar pela mesma situação, em pouco tempo.

4. Escolher a dívida errada para renegociar

Se você estiver com débitos em diferentes situações, o melhor é escolher os maiores para renegociar. Em geral, as dívidas mais onerosas são aquelas relacionadas ao cartão de crédito e ao cheque especialSe estiver devendo muito nestes produtos, priorize a renegociação dessas dívidas em relação às outras.

Veja a comparação entre linhas de crédito mais caras, como cartão e cheque especial, e o Just, plataforma de empréstimo pessoal do GuiaBolso.

5. Não verificar o custo total da renegociação de dívida

Não são só as taxas de juros que são incluídas em uma operação de renegociação. A instituição financeira cobra diversos encargos pelos seus produtos. Tudo isso deve estar registrado no contrato de forma consolidada.

Para saber o quanto está pagando pela operação, consulte o CET (Custo Efetivo Total). Você pode estar pagando pela renegociação mais do que estava discriminado na sua dívida anterior. No Just, a taxa divulgada é sempre o CET e você nunca tem surpresas.

Fique atento no momento da renegociação de dívida e não caia nas armadilhas citadas! Para saber mais a respeito desse assunto e de outros, siga nosso perfil nas redes sociais! Estamos no FacebookTwitter e Linkedin!

620x100-gradiente

Comente!

comentários

 
 

Andre pereira munhoz comentou:

Fazer um financiamento para pagar umas contas e abrir um negocio

12/07/2017, 13:44

    Guia Bolso comentou:

    Oi, André!
    Se a sua ideia é renegociar dívidas, um empréstimo pessoal pode ser uma boa saída para você. Tente simular em nosso site se temos uma oferta para você. Basta seguir o passo a passo: https://www.guiabolso.com.br/emprestimo/.
    Abração!

    12/07/2017, 18:12

erik ricardo guisso comentou:

estou em uma pessima faze financeira, tentei um emprestimo no just para quitar dividas e ficar no azul , pois foi negado , ou seja , se so emprestam dinheiro pra quem ta bem financeiramente , porq emprestam entao? pois nao ajudam quem esta realmente precisando , o q fazem e propaganda enganosa.

12/07/2017, 19:24

    Guia Bolso comentou:

    Oi, Erik!
    O nosso jeito de trabalhar aqui é dar crédito só quando achamos que vai ser bom para você. Ou seja, só se o empréstimo não vai bagunçar ainda mais o seu orçamento. Preciso investigar melhor para saber o motivo de você ter sido negado, mas pode ser por uma restrição em seu nome, por exemplo. Nesses casos, indicamos que, antes de pedir um empréstimo, você renegocie a dívida com a sua instituição financeira para conseguir pagá-la. Depois desse passo, tente nos procurar! Quem sabe dessa vez teremos uma oferta para você 😀

    12/07/2017, 19:36

Angelica comentou:

Pq vcs não fazem empréstimo para pessoas negativadas???

12/07/2017, 19:51

    Guia Bolso comentou:

    Oi, Angelica!
    O nosso entendimento é que um empréstimo pode complicar ainda mais a situação financeira de quem está negativado. Para essas pessoas indicamos que, primeiro, procurem renegociar a dívida, para diminuir o valor em atraso e tirar o nome da negativação.
    Abração,

    13/07/2017, 11:16

Vitor Suzano comentou:

Concordo com o Erik , aconteceu a mesma coisa comigo , eles só tiram a restrição do seu nome se você pagar e como vai pagar se você não tem ?? Realmente acho uma propagando enganosa também

12/07/2017, 20:12

    Guia Bolso comentou:

    Oi, Vitor!
    Poxa, entendo a sua frustração. Mas saiba que trabalhamos empréstimo só se for para ajudar. Para começar, indicamos que você procure a sua instituição financeira para negociar e peça um desconto. Você sabia que em alguns casos dá para diminuir bastante a dívida? O empréstimo pessoal só vai fazer sentido e ser bom para você depois de passar dessa primeira fase.
    Abração e boa sorte!

    13/07/2017, 11:15

Janice Roberto da Silva Hortencio comentou:

Vomo faço pars fazer um simulação de emprestimo

13/07/2017, 07:48

Luciene comentou:

Oi sou a luciene fiz um empréstimo não estou conseguindo pagar as parcelas gostaria de fazer uma portabilidade da dívida para outro banco com juros menores o que devo fazer?

13/07/2017, 22:25

    Guia Bolso comentou:

    Oi, Luciene, tudo bem?

    A portabilidade de dívida pode ser interessante para você, mas atente-se para considerar, de fato, uma taxa de juros melhor. No site do Banco Central você encontra um passo a passo de como fazer isso: http://www.bcb.gov.br/pre/bc_atende/port/portabilidade.asp.

    Considere também pegar um empréstimo pessoal, com juros menores, para pagar a sua dívida e diminuir o pagamento de juros. Você pode acessar também o nosso site e ver se temos uma oferta para você: https://www.guiabolso.com.br/emprestimo/.

    abração e boa sorte!

    14/07/2017, 18:06

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play