GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

Compras de Natal: pagar à vista ou parcelar?

banner-mktplacedireto-2

Você também pode ouvir esse texto! Experimente: 

Por Isabella Mello

As compras de Natal movimentam e alegram o comércio de dezembro. Afinal, quem não gosta da decoração colorida desta época? Para o consumidor, porém, basta uma única escolha errada para entrar numa fria nos meses seguintes. Estamos falando das suas finanças!

Na hora das compras, é preciso estar atento à forma de pagamento para não ganhar de presente arrependimentos e preocupações. Geralmente, são duas opções: pagar à vista ou parcelar. Apesar da chegada do 13° salário e do aumento da renda no último mês do ano, pagar à vista pode não ser o melhor a fazer. Tudo depende da sua situação financeira!

O GuiaBolso criou um guia simples para te mostrar quando pagar à vista pode realmente valer a pena e quando parcelar pode ser a melhor opção. Confira:

 

Quando pagar à vista:

Pagamentos à vista possibilitam fugir dos juros, negociar descontos e ter maior tranquilidade nos meses seguintes à compra. Por isso, esta opção é ótima para quem tem o dinheiro disponível na conta e, ainda, uma reserva para as contas obrigatórias do começo de ano (IPVA, IPTU, matrícula escolar, etc). De nada adianta pagar os presentes à vista, mas se endividar no cheque especial para quitar as contas.

Antes de decidir pagar à vista, não se esqueça de ter certeza de que as despesas do mês e os próximos gastos obrigatórios estarão cobertos. Ou seja, pense se após as compras você terá dinheiro disponível para arcar tranquilamente com todos os outros gastos que costumam aparecer no final do ano além dos recorrentes.

Se você já possuía uma situação financeira confortável e ainda recebeu o seu 13° salário para engordar a sua renda neste fim de ano, pode aproveitar o momento para pagar os presentes de Natal à vista e se beneficiar de todos os ganhos que essa forma de pagamento pode te trazer.

 

Leia também: 

   + Pagar o IPVA à vista ou parcelar? O que vale mais a pena? 

   + Como negociar a mensalidade da escola dos filhos? 

   + Tudo (ou quase tudo) que você precisa saber sobre finanças pessoais 

   + Reserva financeira: 9 passos fáceis para construir a sua em até 2 anos    

 

Quando parcelar:

O parcelamento é uma saída para despesas emergenciais quando não se tem uma reserva suficiente para comprar algo necessário mas não planejado. Agora, Natal tem todo ano, né? Todos sabemos que essa é uma época de gastos e, por isso, é ideal se planejar e reservar um dinheiro a mais para as compras de dezembro. Mas, se você não conseguiu poupar ao longo do ano e tem uma reserva muito limitada disponível para os presentes de Natal, terá, inevitavelmente, que parcelá-los.

Há outra situação em que o parcelamento é indicado. O 13° e outros benefícios, como PLR, podem ajudar a aumentar a renda neste fim de ano e, assim, a quantidade disponível para as compras. Mas antes de decidir usar a grana extra para pagar à vista as compras, avalie se você vai ficar sem reserva no banco. Se a resposta for sim, também é indicado parcelar.

O valor gasto pode fazer falta! Se você não tem nenhuma reserva e surge uma emergência, você pode ser obrigado a recorrer a linhas caras de crédito, como cheque especial, e se endividar – e você, com certeza, quer evitar isso, não é?

Se decidir dividir esse pagamento, é muito importante que a quantidade de meses do parcelamento seja adequada ao seu bolso e não te cause complicações. Calcule quanto do orçamento dos meses seguintes pode ser comprometido, para garantir que conseguirá arcar com o pagamento e não prejudicará as despesas básicas mensais. Não se esqueça de colocar os juros – caso eles existam – na conta! Recomenda-se que as parcelas não somem mais que 5% da sua renda.

 

Utilize essas dicas para não ter preocupações quando for às compras e divida com a gente, aqui nos comentários, como você se planejou para manter a sua conta saudável no fim do ano!

banner-mktplacedireto-2

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play