Leilão de imóveis: entenda como funciona com dicas de quem conhece

leilão 2

banner-mktplacedireto-2

Post escrito pela equipe da Zukerman Leilões

 

A maioria dos brasileiros sonha em fugir do aluguel e adquirir um imóvel próprio.  Mas, muitas vezes, o desafio de encontrar um lugar que combine com o perfil e o bolso faz com que a realização desse sonho pareça algo muito distante.

Então, temos uma boa notícia para você: a casa própria pode sair bem mais barata do que se imagina!  Hoje vamos te apresentar uma alternativa que tem se tornado mais popular nos últimos anos e que pode ser uma boa oportunidade: o leilão de imóveis.

A principal vantagem de comprar um imóvel dessa maneira é o preço. Geralmente, o bem sai um valor inferior ao praticado pelo mercado. Mas é importante ressaltar que a aquisição implica em uma série de detalhes importantes aos quais se deve estar muito atento, como a possibilidade de haver alguma pendência a ser acertada pelo novo morador.

Pensando nisso, a equipe da Zukerman Leilões em parceria com o GuiaBolso selecionou algumas dicas sobre como fazer um bom negócio se você optar por se aventurar em leilões de imóveis. Confira!

 

Mas, afinal, o que é um leilão?

Antes de investir, é indispensável entender exatamente o que é um leilão. Resumidamente, trata-se de uma venda pública que permite a participação de qualquer pessoa física ou jurídica com mais de 18 anos. Quem fizer o maior lance acima do valor mínimo definido em cada lote vence e recebe o que estava sendo arrematado.

É importante saber que existem dois tipos de leilão – o Judicial e o Extrajudicial – e conhecer as diferenças entre eles é decisivo para garantir a segurança do negócio.

Leilão Judicial: o imóvel é leiloado para quitar alguma dívida do proprietário cobrada em juízo, ou seja, a origem é sempre por meio de um processo judicial. 

Extrajudicial: o imóvel leiloado pode ter diversas origens, como particular (pessoa física, jurídica ou instituição bancária) ou alienação fiduciária (recurso que substituiu a hipoteca). É levado a leilão por falta de pagamento do financiamento no banco ou nas parcelas do imóvel comprado na planta diretamente com a construtora. Com isso, acaba sendo dado como garantia para uma instituição financeira.

 

Como funcionam os leilões de imóveis online:

Em geral, os leilões podem ocorrer de forma presencial (prática feita apenas em local físico, onde os lances pela internet não são aceitos), online (realizado apenas pela internet) ou mista, com lances presenciais e via web simultaneamente.

Os leilões de imóveis online, especificamente, têm uma dinâmica bastante simples. Os lotes são disponibilizados com fotos, descrições dos produtos e informações adicionais. Para ter acesso a esse conteúdo e poder realizar seus lances, o usuário deve fazer um cadastro prévio que o permitirá acompanhar o evento na web, que tem data e hora pré-estabelecidos.

Assim que o leilão está em curso, o sistema vai mostrando os lotes que estão sendo leiloados nesse tempo, juntamente com os lances dados. É fundamental que o participante esteja atento ao tempo, já que um relógio faz a contagem regressiva para o fim do pregão.

Quando arrematado o imóvel desejado, quem venceu o lance, também chamado de arrematante, receberá instruções de como realizar o pagamento e será informado da data de liberação do imóvel. Sem dúvida, uma das principais vantagens dessa modalidade de leilões é a comodidade de poder praticá-la sem sair de casa!

 

Como se habilitar em um leilão online:

Antes de participar de um leilão via web é preciso fazer um cadastro no site. Na Zukerman, por exemplo, você realiza um cadastro completo e, então, consegue solicitar sua habilitação. Basta enviar os documentos pedidos, fazer o login, escolher o leilão que deseja participar e o lote de interesse. Em seguida, estará habilitado para ler o edital com as regras e aguardar o contato liberando sua partição.

É importante ressaltar que o interessado deve sempre solicitar uma habilitação individual para cada leilão que pretende participar, que deixará de valer após o horário estipulado pelos organizadores do evento. Isso garante uma maior segurança ao processo!

Depois de habilitado e devidamente logado, você tem a possibilidade de ofertar lances antecipados, antes do início do leilão, ou esperar o início da rodada. Dos dois modos pode optar por fazê-los de forma manual ou automática.  

Caso tenha arrematado algum lote, assim que o leilão terminar, você receberá um e-mail com as orientações para pagamento e recebimento do imóvel leiloado.

 

Como ter sucesso em um leilão de imóveis:

1. Informe-se!

O primeiro passo para se dar bem em um leilão é ler todas as informações disponibilizadas referentes a cada lote que te interessar: origem do item (seguradora, banco, empresas), estado de conservação e condições gerais do imóvel.

Não se esqueça também de ler o edital! O documento terá todas as informações e regras sobre o leilão, como data, horário e condições de pagamento. Ele ainda costuma informar se há dívidas ou pendências, informação essencial para você saber se investir no lote é o certo a fazer.

 

2. Conheça o imóvel

Se possível, visite o imóvel antes de participar do leilão e dar seu lance. Normalmente a visita é permitida, exceto para alguns tipos de imóveis. Vale a pena ir atrás dessa informação!

 

3. Determine a sua oferta máxima!

Para fazer um bom negócio, determine um teto para a sua oferta, baseado em pesquisas de mercado e no seu bolso. É importante conferirr em sites de imobiliárias da região o preço de imóveis semelhantes. Estipular um limite para o seu lance é fundamental para não ser influenciado pela dinâmica do leilão e manter-se dentro do que você quer e pode pagar.

 

4. Não se deixe levar pelo valor!

Dependendo do imóvel, o valor de arremate é bastante vantajoso. Mas lembre-se sempre de checar a documentação e o histórico do imóvel, como forma de evitar surpresas desagradáveis. Os melhores leiloeiros deixam disponível para o cliente a matrícula do imóvel e o edital, como uma forma de deixar claras todas as informações daquela transação.

 

Existem várias vantagens em adquirir seu imóvel em um leilão. Mesmo que seja necessário um investimento posterior, como uma reforma, essa alternativa pode valer a pena. Mas antes de se decidir, lembre-se que ela exige muita pesquisa e atenção. Por isso, utilize as nossas dicas para avaliar o que combina com você e com o seu bolso!

banner-mktplacedireto-2

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *