GuiaBolso: suas finanças organizadas em 2 minutos Começar.
 

O dólar hipertrofiou em abril!

banner-mktplacedireto-2

Por Isabella Mello

Em abril, o dólar ficou mais forte diante das outras moedas e quase dobrou seu rendimento! Resultado de anabolizantes? Não… Desdobramento de decisões políticas! O ataque de aliados à Síria e a reaproximação entre as Coreias contribuíram para a sua valorização – e consequentemente para a desvalorização do real -, como afirma o administrador de investimentos Fabio Colombo.

O Euro e o Ouro completam do top 3 desse mês! Os três são recomendados como opções de diversificação de portfólio, como formas de seguro para investidores de perfil conservador e moderado, com visão de longo prazo.

Já viu essa história antes né? Calma, você não está ficando maluco, não. Em março, foram exatamente essas três moedas que disputaram a liderança.

Apesar dessa semelhança, se engana quem pensa que todos os conselhos dados por Colombo no mês passado se mantêm. Com a bolsa brasileira, a história é outra: ela deu a volta por cima, deixou a lanterna do ranking para a poupança e passou a ocupar a quarta posição! Toda essa reviravolta é resultado da relativa estabilidade política no país, já que os debates pela disputa presidencial não estão em seu momento mais acalorado. Assim, é indicada a venda gradativa e parcial da carteira de ações.

Com o IPCA de abril projetando inflação de 0,28%, os Títulos Indexados ao IPCA também apresentam resultados mais vantajosos se comparados ao último mês. Por isso, também são recomentados como opção para diversificação de portfólio.

Já os Fundos DI apresentam resultados reais líquidos muito baixos, em razão da redução e estabilização da taxa de inflação e redução da taxa Selic.

Com essa análise, fica mais fácil decidir onde investir suas economias no próximo mês, certo?

banner-mktplacedireto-2

Comente!

comentários

 
 

 

Baixe agora o aplicativo de
controle financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play