De taxinha em taxinha, você pode estar pagando por serviços que nem usa

turma-do-boletinho

Conheça a Turma do Boletinho e a nova campanha do Guiabolso

Você tem usado todos os serviços que a sua cesta bancária oferece? A maioria das pessoas não e tem pagado caro por isso. Nós aqui do Guiabolso fomos investigar e descobrimos que 99% das pessoas economizariam se trocassem suas atuais cestas bancárias pelo pacote essencial – que, por lei, deve ser gratuito – e pagasse pelos serviços avulso. Isso quer dizer que mesmo se utilizasse o serviço essencial e tivesse de pagar individualmente pelas transferências TED e DOC, saques a mais e emissão de cheque, seria mais barato sair da cesta atual. Pode acreditar, fizemos a conta!

Isso não dá pra ficar assim, resolvemos agir. Em uma nova campanha, demos vida a quatro personagens que assombram o dia a dia dos brasileiros no assunto dinheiro: a taxinha, o boletinho, o jurinho e a faturinha. Afinal, não está sendo fácil pagar boleto mês após mês, né? É uma turminha do barulho que apronta altas confusões nas contas dos brasileiros. Eles estarão na comunicação do app com os usuários nas redes sociais, produto e até vão lançar um clipe. Mas queremos mais.

Já que conseguimos identificar quem paga cesta a mais, o Guiabolso estamos com uma campanha ao longo de duas semanas, entre os dias 05/11 e 29/11, em que avisamos pelo aplicativo todos os usuários que economizariam reduzindo o pacote bancário. Os avisos aparecem no Guia, dentro do próprio app. O sistema de inteligência artificial consegue filtrar os usuários que estão pagando muito e os alertar. A gente faz a conta que ninguém te conta, né mores

A ideia é ser um gatilho pra que a pessoa tome uma ação rápida, sem trabalho. Pra encurtar ainda mais o processo, já colocamos até um botão de alerta no próprio app pra pessoa ligar no banco dela e negociar a taxa. Não tem desculpa!

Em outubro, o Banco Central divulgou o mais recente ranking de reclamações no sistema financeiro e adivinha? Irregularidades em operações e serviços, o que inclui cobrança em duplicidade, apareceu em segundo lugar. Débito em conta não autorizado ficou em quarto lugar e cobrança irregular de tarifa, em sexto. Por lei, os bancos já são obrigados a comunicar o pacote essencial, mas a realidade é que nem sempre essa informação aparece de maneira clara.

Mas se é difícil exigir transferência num sistema que historicamente não age a favor do consumidor, queremos estimular essa mudança a partir da maneira com que o consumidor se relaciona com este sistema. Dá pra agir! E você? Apoia esta campanha?

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *