O que é cashback e será que ele pode ser tão sedutor assim?

cashback blog

Por Guilherme Campos

O que é melhor que pagar um preço justo por um produto ou serviço? Uma das respostas pode ser ter um desconto ainda maior no preço final. Quem sabe ganhar mais alguma coisa no processo? Como mais vantagem numa compra futura ou até mesmo engordar o próprio sistema de milhagem. Sim, aquela situação de a compra gerar pontos e os pontos acumulados serem trocados por outros produtos ou passagens aéreas, por exemplo.

Alguns podem reclamar que o prazo de validade desses pontos é pequeno e o sistema de troca pode não ser tão vantajoso assim, dependendo da companhia ou da(s) empresa(s) envolvida(s). (Quer ver outras vantagens do cartão de crédito que você nem imagina?)

Agora continue com esse sistema das milhas na cabeça. Mas troque os pontos por um elemento diferente e que todo mundo, todo mundo mesmo, gosta eu não . Sabe o que é? Sim a grana, D-I-N-H-E-I-R-O.

Bingo! Chegamos ao conceito de cashback. Um programa criado pra devolver dinheiro pras pessoas que fazem compras e são parte de uma rede de benefícios.

Como funciona?

Os nomes das empresas variam, mas o sistema é bastante parecido. Normalmente o interessado precisa pedir um cartão de crédito, se cadastrar no programa da empresa que promove essa devolução e cumprir as regras exigidas, como gasto mínimo e prazo entre comprar, a negociação ser oficializada e o dinheiro liberado.

Essas regras definem quantos reais vão ser devolvidos em cada compra, onde o valor final vai ser depositado, em quais lugares se pode comprar e receber de volta, quanto tempo demora pra grana chegar e se tem um valor mínimo que precisa ser acumulado antes de pedir o cashback.

Uma dúvida que pode aparecer é de onde vem a verba pra devolver o dinheiro. O segredo estão nas parcerias. Em troca de divulgar a loja física ou virtual na própria plataforma (site ou app) a empresa responsável pelo cashback recebe uma compensação financeira. E é justamente aí que está a fonte de devolução de parte do que foi gasto pelo consumidor cadastrado.

Quem pode oferecer o cashback e como sei que a grana vai voltar mesmo?

Normalmente o cashback pode ser uma das vantagens concedidas pelos cartões de crédito. Mas esse benefício pode ser praticado em outras situações e por outras empresas. Por exemplo, estabelecimentos independentes que criam regras específicas pra estimular o consumo e o retorno das pessoas outras vezes.

Isso pode acontecer em postos de combustíveis, supermercados, restaurantes e outros tipos de loja devolvendo dinheiro em cada compra de forma direta ou indiretamente com descontos generosos na próxima vez que o cliente cadastrado voltar e consumir com eles.

Que cuidados precisam ser tomados?

É importante lembrar que se a compra foi feita na loja online vai demorar um tempo pra negociação ser aprovada e ainda vai ter mais uma espera pra grana de fato chegar na conta do beneficiado. E se o processo acontecer em uma loja física o comerciante precisa usar a maquininha específica do programa de cashback. E quando o cartão é passado lá o crédito já é direcionado pra conta cadastrada pra receber a grana de retorno. Mas cuidado, a liberação também depende da transação ser aprovada depois.

E como tudo que envolve dinheiro e negociação nem precisa falar o quanto é importante pesquisar, comparar opções e refletir a que melhor atende a necessidade e os hábitos individuais.

A conta que ninguém te conta
Ganhar dinheiro de volta? Nada mal. Só não vale comprar sem necessidade ou sem pesquisar, só pensando na grana de retorno. Outra coisa: não esquece de checar com regularidade quanto e como estão sendo seus gastos. Isso evita os sustos do fim do mês com a fatura do cartão. E nem preciso lembrar que o Guiabolso ajuda consolidando tudo numa única tela. Simples, rápido, automático e de graça. =)

Principais exemplos

As principais empresas ligadas ao cashback trabalham de uma maneira parecida. É preciso ter um gasto mínimo ou ter acumulado uma certa quantidade de grana pra fazer o disparo e transferir o valor devolvido. E todos que gastam e sabem que essas operações provocam efeitos no caixa e se interessam em benefícios diretos e vantajosos com isso podem se considerar compatíveis a utilizar o cashback.

Bora conhecer a lista do Guiabolso com os principais nomes quando o assunto é cashback: 

  1. Méliuz
    Um dos pioneiros no tema no Brasil, com as primeiras iniciativas lá em 2011.
    São 1600 lojas online parceiras e outras 2500 lojas físicas em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília e Goiânia.
    Não cobra anuidade ou outra tarifa pelo cartão de crédito
    Cashback de 0,8% em todas as transações
    Se for com uma empresa parceira o cliente ganha outro 1% de cashback além dos 0,8% já aplicado antes.

    Pra ver como funciona na prática, imagine uma compra de R$ 100:
    O cashback de 0,8% devolveria R$0,80.
    Caso a compra fosse feita em uma empresa parceira, o cliente teria mais 1% de dinheiro de volta. Ou receberia mais R$ 1 pela compra, totalizando 1,8% ou R$1,80 de volta pelo gasto de R$ 100. 

    Precisa de um saldo mínimo de R$20 pra pedir o dinheiro de volta. Clique aqui e saiba mais.  

  2. Beblue
    Funciona somente com lojas físicas parceiras.
    Não precisa ter um cartão de crédito específico da Beblue, mas uma conta deles pra receber de volta.
    Precisa de um primeiro carregamento (valor mínimo de R$ 20 e 0,3% disso já volta em forma de saldo de cashback).

  3. Ganhe de Volta
    Lojas internacionais estão incluídas na lista de parceiros.
    Precisa ter pelo menos 20 Reais de compras acumuladas pra poder resgatar

  4. Poup
    É preciso ter um mínimo de R$ 30 de gastos em lojas parceiras pra receber a grana de volta.

  5. Mooba
    Tentam ter como parceiros somente empresas com boa reputação no site ReclameAqui.
    Além disso, oferecem isenção de anuidade nos primeiros 12 meses de uso.

  6. Cashola
    Valor mínimo que precisa ser consumido pra pedir reembolso é de R$15.
    Também oferece promoções relâmpagos e cupons de descontos adicionais

  7. In Mais 
    O dinheiro pode ser devolvido direto na conta ou num cartão pré-pago
    Contam com algo em torno de 40 lojas online parceiras
    Os benefícios recebidos podem ser trocados por recarga no telefone celular.

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *