4 hábitos econômicos que podem estragar suas finanças

Man holding an empty wallet

Man holding an empty wallet

Refletir sobre alguns hábitos pode ser o ponto de partida para quem deseja manter as finanças equilibradas. Isso porque, às vezes, se não for assim, você economiza de um lado, mas acaba gastando de forma errada em outro sem nem mesmo perceber, já que tudo acontece no automático.

Se você não consegue identificar quais os hábitos podem estar boicotando o seu sucesso financeiro, confira a seguir quatro atitudes extremamente prejudiciais e se certifique de que nenhuma delas faz parte da sua vida.

Prestar atenção só no preço

Nem sempre será vantajoso adquirir o produto de uma marca só porque ela é mais em conta que a outra. Na hora de comprar você também precisa avaliar o custo-benefício. Se você paga R$ 50,00 em um sapato por ano, já pensou que poderia economizar se comprasse um de R$ 150,00, mas que durasse cinco vezes mais?

Você ainda pode dar sorte e o produto entrar em promoção. Já pensou?! Portanto, antes de sair comprando só porque é barato, pense no real valor daquele sapato, roupa ou qualquer outro produto que esteja querendo.

Fazer um planejamento que não é realista

Ao montar um planejamento financeiro é importante ter em mente que ele precisa ser condizente com a sua realidade. Isso significa que você não deverá gastar e nem mesmo economizar além do que pode. Há pessoas que guardam tanto dinheiro que acabam deixando de investir no lazer e isso não é nada saudável. É importante que você tenha uma quantia para se divertir, pois um dia pode acabar se cansando e gastar muito de uma vez.

Por outro lado, aquele cafezinho da tarde, todos os dias na padaria, também pode estar influenciando suas finanças mais do que imagina. Portanto, tenha cautela e só gaste com aquilo que realmente pode, que está dentro do seu orçamento. Faça as contas e economize sem se privar do lado bom da vida!

Comprar apenas porque parece um bom negócio

Sabe aquelas promoções “pague um e leve dois”? Nem sempre é bom negócio. Portanto, só aposte nessa compra se realmente você for utilizar o produto. No início, você pode achar que fez uma bela escolha, mas quando menos esperar está jogando o produto — principalmente os perecíveis — no lixo. Para que comprar aquilo que não tem utilidade? É desperdício.

Não analisar os investimentos

Se você investe o seu dinheiro em um fundo que não está rendendo, mesmo que tenha traçado uma meta, talvez seja melhor resgatar o valor e aplicar em uma poupança que é mais estável, apesar de render menos. Isso porque alguns fundos exigem depósitos mais altos do que o que você pode realmente investir e, para bancar o investimento, precisa fazer muitos cortes no orçamento, muitas vezes até se endividar. Enquanto que se você depositar 10% de sua renda mensal em uma poupança já conseguirá armazenar uma boa renda no final do ano. Por isso, tenha cautela com fundos que garantem mais rentabilidade, mas exigem que você faça grande investimento, acima do que pode.

Às vezes, cultivamos maus hábitos financeiros e nem percebemos. Por isso é importante refletir a respeito. Com as nossas dicas, com certeza, ficará mais fácil enxergar onde você está errando e assim equilibrar as suas finanças.

Tem outras sugestões? Compartilhe conosco!

]]>

One Comment

  1. Muiiiiiiiiito! Booooom!Bom!Demais.
    Abraços.Jorge.

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *