4 segredos para acertar na busca do empréstimo pessoal

Three money trees
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png Para muitos, o empréstimo pessoal é um grande aliado na resolução de problemas financeiros. Porém, para que os empréstimos cumpram com o objetivo proposto, é preciso acertar na busca, atentando-se detalhadamente às ofertas e às condições disponibilizadas. Seja para quitar as dívidas, comprar um carro novo ou mudar de lar: acompanhe nosso post e reflita sobre os 4 segredos e macetes que você deve considerar ao contratar um empréstimo.

1. Analise a necessidade do empréstimo

Antes de assinar o contrato de empréstimo pessoal, uma boa análise deve ser realizada anteriormente. É preciso ter a certeza de que o montante ou a aquisição é, de fato, necessário naquele momento. É vantajoso obter um empréstimo para quitar todas as suas dívidas? Este é momento ideal para comprar um carro novo? São questões que devem ser observadas com cautela, a fim de que seja descartada a contratação do crédito apenas por impulso é o famoso consumismo.

2. Pesquise a taxa de juros em diversos bancos e financeiras

Para ter certeza que está fazendo o melhor negócio, é importante fazer uma pesquisa e analisar a taxa de juros cobrada em diversos bancos e financeiras. O valor varia muito de uma instituição para outra, por isso, separe as empresas que cobram as melhores taxas e negocie apenas com elas. Na hora de fazer as contas, não se esqueça ainda de colocar no papel as outras taxas cobradas, como multa por atraso. Compare ainda o Custo Efetivo Total (CET) cobrado pelas empresas, que compreende todos os custos do empréstimo que você está pedindo. Para te ajudar na pesquisa, o Guiabolso te oferece duas opções: o site com a comparação de taxas e o comparador dentro do próprio aplicativo.

3. Organize suas finanças para saber sua real capacidade de pagamento

Depois de pesquisar as melhores opções de empréstimo pessoal, é o momento de organizar suas finanças para saber qual é sua real capacidade de pagamento. Afinal, não adianta conseguir um empréstimo e, no futuro, não ter como pagar as parcelas para quitá-lo. Por isso, coloque no papel todas as suas receitas e despesas fixas e estimadas e considere qual o valor que poderia dispor mensalmente para pagar o empréstimo sem ficar no vermelho. O ideal é que o valor destinado para o pagamento de dívidas seja de, pelo menos, 15% da renda líquida, e não ultrapasse 30% do que você recebe por mês.

4. Controle seus gastos

O empréstimo pessoal pode ser a melhor saída para quitar as dívidas e limpar o nome, no entanto, para ter uma vida financeira realmente equilibrada, tornar o controle de gastos um hábito é preciso. Gerencie tudo o que entra e, principalmente, o que sai das suas contas, e coloque o pé no freio caso esteja gastando mais do que ganha. Essa é a chave para uma vida financeira saudável. Recorrer a um empréstimo pessoal pode ser a saída que você precisa para quitar suas dívidas e colocar a vida financeira em dia. Siga as nossas dicas para não cair em furadas e tenha em mente que praticar o controle de gastos é a única forma de manter sua conta corrente longe do vermelho e as finanças equilibradas. Mas vale lembrar: Na busca por um empréstimo pessoal, certamente você se deparará com ofertas que, à primeira vista, parecem incríveis, oferecendo dinheiro sem burocracia, juros abaixo do mercado e outros benefícios que são bons demais para serem verdade. A questão é que eles, provavelmente, não são verdade mesmo. Na hora de pedir um empréstimo pessoal, redobre os cuidados com golpes e só pegue dinheiro emprestado com instituições idôneas e reconhecidas no mercado. O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png Leia mais:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *