Ações de risco são um bom investimento?

03A17511

03A17511

Sobrou aquele dinheiro no fim do mês mas, ao invés de deixar guardado na poupança, você está pensando em investir no mercado de ações? Vamos te ajudar a entender se esta é uma boa ideia e esclarecer algumas dúvidas sobre as vantagens e desvantagens das ações de risco.

 

Você sabe o que é uma ação?

A ação de uma empresa representa uma fatia da propriedade dela, como se a empresa fosse uma pizza e, ao comprar ações, você se torna dono de um pedaço e, consequentemente, um acionista no mercado de ações. Para comprar uma ação, existem quatro alternativas básicas: compra direta, fundos de índices de ações, fundos de investimento em ações e clubes de investimento.

Existem duas maneiras de ganhar dinheiro sendo dono de uma ação: com a valorização do preço dela ao longo do tempo e como dono de uma parte da empresa, participando da distribuição dos lucros.

 

Toda ação tem seu risco

Por ser um investimento de risco, as ações podem se desvalorizar e com isso fazer com que você perca o dinheiro investido. Uma ação valoriza ou desvaloriza (o que chamamos de “oscilação de mercado”) quando uma situação – seja uma decisão tomada pela empresa ou um fator externo – é vista por seus investidores como uma possibilidade de trazer mais lucro ou mais prejuízos para a empresa.

Se houver possibilidade de prejuízo, os investidores podem querer vender suas ações pois acreditam que irão perder dinheiro com aquela situação. Porém, se entenderem que a empresa pode lucrar, os investidores podem comprar mais ações para que o seu próprio lucro aumente. E, como a lei do livre comércio aponta, quanto maior a procura por um item, maior será o valor cobrado pelo mesmo. Logo, quanto mais valorizada uma empresa, maior será o valor pago por suas ações e ao mesmo tempo maior será o lucro obtido em retorno.

 

O que está em risco nesse investimento?

Deve-se ter em mente que o fator risco é inerente a qualquer investimento, por menor que seja. Você, antes de tudo, deve avaliar se está disposto a correr um grau elevado de risco (o que é conhecido como seu perfil de risco). Depois, é preciso que você já tenha sua reserva de emergência cheia e possua horizonte de longo prazo, de pelo menos 5 anos sem utilizar esse dinheiro.

O risco de uma ação pode ser entendido como a chance de perder ou ganhar mais dinheiro do que com um ativo mais seguro, como a poupança.

Quer um exemplo? Investindo R$ 100 na poupança, no final do mês você vai ter o mesmo valor investido com acréscimo dos juros. Investindo em ações, você pode não ter os mesmos R$ 100 – podendo receber valores muito superiores ou inferiores ao valor do que foi aplicado. Nas finanças, a expectativa é que quanto maior o risco, maior poderá ser seu retorno financeiro, mas também maior é seu risco da perda.

 

As ações recompensam o risco?

Mesmo no mercado de ações, que é um mercado mais arriscado do que outros para investimento, existem ações com maiores e menores riscos. Aquelas com grau mais elevado de risco normalmente não pagam dividendos, a repartição dos lucros, e tem uma variação elevada no seu preço. São normalmente empresas em fase acelerada de crescimento, em que todo o dinheiro recebido é reinvestido e seu futuro ainda é incerto.

Um exemplo clássico é o Google quando iniciou suas atividades: como era uma empresa iniciante, os preços de suas ações variavam muito. A principal vantagem neste tipo de investimento é a chance de ganhar muito mais que em qualquer outro: as ações do Google valorizaram 900% em 10 anos, 26% em média por ano.

Por outro lado, você pode perder todo seu investimento – visto que o futuro da empresa é incerto e há chances dela não conseguir sobreviver num ambiente altamente competitivo. Se isto ocorrer, a ação que você comprou pode não ter mais valor no mercado. Uma empresa que possui margens cada vez menores de lucro ou que não consegue se adequar à uma nova lei de mercado, por exemplo, possivelmente verá o valor de suas ações diminuírem.

 

Vale a pena investir em ações?

Toda a argumentação acima serve para responder a pergunta: ações são um bom investimento? A resposta depende de muitos fatores, sem dúvida. Qual ação você escolher, do quanto você vai investir, do que você sabe sobre a empresa e outros fatores. Como explicado anteriormente, investir em ações de risco sempre envolve a possibilidade de perder o valor aplicado. Portanto, se você depende deste dinheiro para pagar suas contas ou se ainda está em uma etapa de amadurecimento profissional e não possui uma reserva de emergência, essa perda pode prejudicar a sua saúde financeira e te trazer problemas ainda maiores.

A opção para quem quer considerar investir em ações de risco mas tem pouco conhecimento sobre o assunto, é deixar a gestão dos recursos para os especialistas.  É a situação mais adequada, já que o mercado de ações deve ser tratado de maneira séria para evitar grandes perdas, além de ser preciso dedicar muito tempo para se fazer um bom investimento.

 

Isso é apenas uma abordagem básica sobre ações de risco. Caso você tenha verdadeiro interesse em atuar no mercado de ações, é recomendado que você procure o máximo de informações possíveis antes de qualquer atitude. Mas antes, nos deixe um comentário com suas opiniões e experiências.

]]>

2 Comments

  1. Eu gostaria de saber quais são as empresas com maior probabilidade de lucro atualmente,e o valor mínimo de compra de uma ação.

    • Olá, Leandro!
      Ao investir no mercado de renda variável, você deve sempre lembrar que não existe garantia de lucro. A melhor pedida para quem quer entrar nesse mercado é escolher uma corretora bacana e pedir recomendações de investimentos mais indicadas para seu perfil.
      Sobre a compra de ações, normalmente, ela acontece em lotes de 100 ou 200 ações. Aí é só multiplicar o valor da ação escolhida pela quantidade e não esquecer dos custos da operação (corretagem, custódia). Entretanto, existe também o mercado fracionado em que você pode, em teoria, comprar apenas uma ação. Vale lembrar, entretanto, que por conta dos custos de corretagem, a compra de poucas unidades pode não valer a pena.
      Suas dúvidas nos deram a ideia de mais um post aqui para o blog. Vamos escrever em breve sobre como investir em ações. :)
      Um abraço!
      Jenifer Corrêa, editora do blog do GuiaBolso

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *