Aluguel é um dos principais fatores para inadimplência, diz estudo

divida-aluguel-1

A pesquisa mostra que 33% dos endividados vivem em imóveis alugados, enquanto, com relação aos adimplentes, 88% possuem imóvel próprio. Esses dados são interessantes fontes de observação do quanto o pagamento do aluguel pode comprometer a renda do brasileiro, ampliando a chance de que o mesmo perca o controle sobre sua dívida. No Rio de Janeiro, por exemplo (foco de intensa especulação imobiliária, impulsionada freneticamente pela realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas), o custo médio de uma residência para locação subiu cerca de 21% em 2011, enquanto, em São Paulo, o percentual de crescimento de preços está na casa de 14%. Como essas contas sobem em um ritmo muito maior do que os salários do trabalhador, existe uma tendência óbvia de que, em algum momento, a dívida desses cidadãos irá estourar, resultando no aumento das estatísticas de inadimplência. Segundo dados recentes fornecidos pelo Banco Central, cerca de 1/3 da população brasileira possui algum tipo de dívida, o que representa quase 60 milhões de pessoas, em todos os pontos do território nacional. O estudo do Serviço de Proteção ao Crédito revela a necessidade da realização e um exímio planejamento familiar, sobretudo às pessoas que não possuam imóvel próprio, algo que não é seguido por cerca de 31% dos endividados. Já com relação aos adimplentes, 89% analisam com precisão todos os fatores envolvidos antes de efetivarem uma compra. O desenvolvimento desse comportamento analítico é essencial para conseguir não se enrolar, mesmo com tantas obrigações fixas a serem custeadas durante o mês. Fique de olho em suas contas!

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *