[Boletim GuiaBolso] Juros sobem para 14,25%

juros

banner GB jurosUma má notícia para quem costuma recorrer a crédito e empréstimos para fechar as contas: o Banco Central elevou mais uma vez a taxa básica de juros, a Selic. Agora, os juros estão em 14,25% ao ano, 0,5 p.p. a mais do que a anterior. Esta é a maior taxa de juros desde agosto de 2006. Subir os juros é a principal arma do governo para para controlar a inflação, que já está próxima a 9% em 12 meses, segundo o IBGE. papel do Banco Central é tentar colocar a inflação na meta, de 4,5%. A boa notícia é que esta deve ser a última alta do ano. No comunicado divulgado no fim da quarta-feira (29/07), o Copom (Comitê que decide sobre o Copom) deixou claro que este deve ser o último aumento do ano. Para não entrar em uma cilada com o aumento de juros, o GuiaBolso, aplicativo gratuito e automático de controle financeiro, selecionou 5 dicas para você não se endividar com um empréstimo. Confira

Prestações e juros que cabem no bolso

Na hora que contratar uma linha de crédito você deve estar preparado para comprometer parte da sua renda para pagar as parcelas e juros. Por isso, a primeira coisa que você precisa é saber o quanto do seu orçamento é possível comprometer com o empréstimo. Um grande erro dos endividados é contratar crédito para pagar uma dívida anterior e não conseguir pagar a nova dívida adquirida. O efeito é de bola de neve. Os valores combinados precisam estar dentro de suas possibilidades.

Pesquise todas as opções

Considere a contratação de um empréstimo como uma compra de um vestido, sapato, celular ou qualquer outro bem: pesquise antes de fechar o acordo. A dica é procurar o melhor custo benefício entre as opções disponíveis . Isso não necessariamente tem a ver com o menor valor, mas uma combinação do tamanho da parcela (valor e condições de pagamento). Certifique-se também de que a empresa é séria e de boa reputação. Crédito muito fácil geralmente vem a juros altos, por isso fique atento.

Fuja do cheque especial

O cheque especial nunca deve estar entre as suas opções de empréstimo pelas altas taxas de juros cobradas – mais de 210% ao ano. Pegar dinheiro do limite do banco é simples, mas os juros são altíssimos. Essa só é uma opção em casos de imprevistos, quando você precisa do dinheiro apenas por alguns dias. Se você tem consciência de que seu problema é mais grave, procure alternativas com juros menores.

Priorize o pagamento das parcelas

Quitar a sua dívida deve ser uma prioridade tão importante quanto pagar o aluguel, o carro ou a conta do supermercado. Só se dê ao luxo de gastar com outras coisas, como ir a um bom restaurante, depois de pagar essa dívida. É difícil no começo, mas é a melhor forma de acabar de vez com essa fase ruim e conquistar a tão sonhada estabilidade financeira.

Novas fontes de renda

Ter uma renda extra é uma boa forma de quitar seu empréstimo o mais rápido possível. Considere a possibilidade de prestar serviços de forma autônoma e destine todo esse dinheiro ao pagamento do débito. Pense que será um esforço temporário que vai ajudar a encerrar mais rápido essa fase ruim. Considere, como outra alternativa, vender  alguns bens para acelerar o processo de pagamento e reduzir os juros a serem pagos.

Manter o otimismo nessa fase é muito importante para continuar no caminho certo! Mais cedo do que imagina você já estará poupando dinheiro para a conquista de um grande sonho. banner GB 2 Leia também:  As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro  50 dicas para aprender como economizar dinheiro  Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?  Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *