Como economizar água em condomínios em São Paulo

banner-GB
condomínios em são pauloDepois de meses de seca que praticamente secaram os reservatórios em todo o país e levaram a uma grave crise hídrica, uma temporada de chuvas trouxe um alívio à população, contribuindo para recuperar — mesmo que parcialmente — os níveis das represas. Entretanto, economizar água é essencial para que o país não enfrente o problema novamente. Acompanhe o post de hoje e aprenda algumas dicas para economizar água em condomínios em São Paulo:

Deixe a piscina coberta

Enquanto não estiver sendo usada, a piscina deve permanecer coberta. A cobertura da piscina reduz a evaporação da água em até 90%, o que representa uma economia de 378,5 litros de água por mês. Além disso, a cobertura da piscina vai deixá-la limpa por mais tempo, uma vez que os insetos não entrarão na água durante a noite.

Abra mão da mangueira

Na hora de cuidar das plantas dos jardins do condomínio, oriente o funcionário responsável a usar um regador ou uma mangueira que possa esguicho-revólver. A água passa a ser usada com mais consciência e em menor quantidade, proporcionando uma economia de até 96 litros.

Lave o carro a seco

Se o seu condomínio possui um espaço destinado para a lavagem dos carros, oriente os moradores a fazerem uma limpeza a seco. Para isso, um líquido em spray e alguns panos de microfibra serão mais que o suficiente. Dessa maneira, o automóvel pode ser limpo sem usar uma única gota d’água.

Fique de olho nos vazamentos

O síndico ou o zelador do condomínio devem fazer inspeções frequentes para checar a existência de vazamentos de água no prédio. Com uma manutenção preventiva, as contas do condomínio podem ser reduzidas em até 20%.

Substitua os vasos sanitários

Se o seu prédio é antigo, é provável que os vasos sanitários sejam ainda dos modelos não econômicos. Vale a pena trocar os vasos sanitários das áreas comuns pelo modelo com caixa acoplada, que são mais eficientes e conseguem reduzir o volume de 24 para 6 litros de água para cada descarga.

Use mais a vassoura

Ao invés de lavar a calçada sempre, que tal usar mais a vassoura? Além da manutenção da limpeza, a economia de água será mais eficaz. O uso da vassoura na calçada proporciona uma economia de 279 litros a cada 15 minutos.

Individualize os pontos de água

Dividir a conta de água entre todos os moradores não costuma funcionar bem — não é justo que um morador que vive só pague o mesmo que uma família de 4 pessoas, não é mesmo? Faça um orçamento para ver quanto custa a instalação de hidrômetros individuais. Pode parecer caro, mas a economia será visível a longo prazo.

Use a água da chuva

Instale alguns reservatórios de água em um espaço ocioso no condomínio e destine a água das chuvas para lá. Essa água pode ser reaproveitada na limpeza dos jardins, das áreas comuns e até da calçada do condomínio.

Estimule a fiscalização nos condomínios em São Paulo

Faça campanhas contra o desperdício de água e incentive os moradores a economizar. Isso poder ser feito por meio de cartazes nos elevadores e demais áreas comuns e, se for preciso, coloque panfletos por baixo das portas. Emita comunicados internos com dicas de como evitar o desperdício também dentro dos apartamentos.

Avalie se vale a pena construir um poço artesiano

Apesar do alto custo, o poço artesiano faz com que o condomínio possa ter a sua própria fonte de água. Verifique os custos para a instalação de um desses poços no seu condomínio, o que garantirá o abastecimento durante os períodos de racionamento.
Gostou do post de hoje? Então aproveite para conhecer também as nossas dicas de como reduzir o consumo de energia e economizar no fim do mês!
banner-GB-2
Leia também:
– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *