Como economizar trabalhando em casa?

hommeoffice

Por Carol Stange, Especialista em Finanças Pessoais

É uma armadilha achar que a quarentena significa obrigatoriamente a redução de despesas no orçamento doméstico. Sem que se perceba, alguns gastos podem aumentar e outros ainda, surgir: a despesa com transporte para ir e voltar ao trabalho pode estar sendo substituída pelas despesas relacionadas ao home office (compra de móveis, acessórios ou incremento no sinal da internet); os gastos com alimentação fora deixaram de acontecer, mas em compensação, as compras no app de delivery de comida aumentaram… E por aí vai. 

Separei algumas dicas a seguir para quem quer (ou precisa) apertar um pouco o cinto e diminuir as despesas domésticas:

Dica 1: Energia elétrica e água

Nas contas de consumo em geral: aparelhos em stand-by podem ser retirados da tomada quando não estiverem em uso, já que eles são responsáveis por até 30% de aumento na conta de energia elétrica.

O ferro de passar roupas deve ter seu uso priorizado para grandes quantidades de roupas, pois seu maior gasto de energia acontece no período de aquecimento do aparelho.

Banhos curtos ajudarão no consumo de água e gás; cargas cheias de roupas na máquina de lavar roupas otimizam o uso da água, produtos de limpeza e energia elétrica, e de quebra, essa prática contribui para o não desgaste precoce do equipamento.

Dica 2: Ambiente de trabalho

Para quem trabalha em casa, no esquema home office, o é melhor usar um cômodo que tenha luz natural, aproveitando para deixar as luzes desligadas por mais tempo. Incrementos na qualidade do sinal de internet, mobiliário e acessórios podem (e devem) ser negociados com a empresa para a qual você trabalha.

Dica 3: Supermercado

Não há motivos para estocar comida dentro de casa. Ao comprar a quantidade certa para o número de pessoas da família e ao fazer algumas trocas sensatas (como mudar para uma marca mais em conta), é possível reduzir os gastos com esse tipo de despesa essencial.

+ Aplicativos e sites que podem te ajudar a economizar no mercado

Dica 4: Lazer

Evite comprar ou alugar filmes e shows nas plataformas de streaming. Certamente será possível encontrar bons filmes dentro do seu pacote atual de tv a cabo.

Dica 5: Crianças

Para pais e mães com crianças pequenas, a TV ligada é uma tentação para que seja possível trabalhar ou executar as tarefas da casa sem interrupções, mas sem dúvida, a conta de energia sentirá o impacto. Aumente as opções de entretenimento com livros, desenhos à mão, brinquedos educativos e mesmo aqueles itens pelos quais as crianças costumam ser apaixonadas: panelas e utensílios (previamente separados por você) de cozinha. Aproveite a proximidade para conversar com seus filhos sobre as finanças e os gastos essenciais de uma casa, como água, gás e luz, por exemplo. 

Dica 6: Compras online

Trabalhando de casa, tente não abrir lojas virtuais sem motivo. Interessante cancelar assinaturas de e-mails de promoções e desativar as notificações de apps de compras no celular. Essas são ações que combatem o sugestionamento do consumo. Se você realmente precisa ou quer comprar alguma coisa, tenha certeza de que ela cabe no seu orçamento, está programada e que você tem capacidade de poupança para comprá-la à vista, com desconto.

Com organização e foco na sua saúde financeira, é possível economizar (inclusive na quarentena) e começar a planejar um futuro com mais segurança e conforto para você e sua família.

Vejo você no próximo conteúdo sobre finanças pessoais. Até mais!

Leia mais:

+ COVID-19: Um guia de como lidar com suas finanças na crise
+ Crise do coronavírus: nossos gastos com apps já começaram a mudar?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *