Como escolher os melhores investimentos financeiros para você

Multitasking  businessman at work

banner-GB
Concept of multitasking businessman at work
Investimento é uma coisa séria. Seja para atingir um objetivo de curto prazo seja para realizar um sonho de longo prazo, os investimentos demandam estratégias para reduzir os riscos envolvidos e aumentar o índice de rentabilidade.
Por isso, o primeiro passo é descobrir em qual perfil você se enquadra. Investidores conservadores preferem esperar mais tempo para correrem menos riscos. Já os moderados arriscam um pouco mais, pois têm pressa. E os investidores agressivos assumem altos riscos em troca de retornos maiores e mais rápidos.
Além disso, escolher o tipo de investimento depende do que se pretende alcançar. Muitas vezes, um investidor agressivo pode utilizar a poupança para acumular um capital, dependendo do objetivo.
Para ajudar você a escolher os melhores investimentos financeiros, listamos abaixo algumas dicas simples e práticas. Confira!

1. Segurança contra desemprego, acidentes e outros imprevistos

Devido às incertezas sobre segurança no trabalho, leis trabalhistas e dificuldades de acesso aos benefícios da Previdência, muita gente está buscando alternativas para se sentir mais segura. Uma delas é o acúmulo de capital necessário para cobrir meses de inatividade.
Nesses casos, a poupança pode ser o suficiente, pois o valor necessário para cobrir o orçamento de um ano, por exemplo, não será tão grande. A menos que queira cobrir um período realmente longo sem trabalhar, a poupança é ideal para investimos de curtíssimo prazo.
Nessa modalidade de investimento, o rendimento cobre a inflação não deixando o capital desvalorizar. Além disso, a movimentação do capital é livre, o que facilita o acesso ao dinheiro em casos de urgência.

2. Acumulando dinheiro para a aposentadoria

A Previdência Social do país dá indícios de pouca confiabilidade para o futuro. Preocupadas com isso, as pessoas estão preferindo criar alternativas complementares para as suas aposentadorias.
Se você não tem tempo ou conhecimentos para investir sozinho, talvez seja interessante contratar um serviço de previdência privada (PGBL ou VGBL). Mas pesquise um pouco antes de fechar com o banco para não ter surpresas desagradáveis no futuro.
Caso queira ter total domínio sobre seus investimentos, uma modalidade mais conservadora pode ser uma boa estratégia, já que se tem tempo disponível para alcançar o montante necessário.
Você pode diversificar o investimento entre poupança e renda fixa (Tesouro Direto, CDB, letras de crédito e etc.). Os rendimentos serão um pouco melhores e o risco se manterá reduzido.
Fique atento aos riscos, pois perder um valor significativo após um tempo nesse objetivo pode ser difícil para recuperá-lo.

3. Desejo de abrir o próprio negócio

Muita gente sonha em ser dona do próprio negócio. É uma forma de ter mais qualidade de vida e independência financeira. No entanto, é preciso saber escolher os melhores investimentos financeiros para se ter sucesso.
Para esse objetivo, o ideal pode ser dividir o montante entre renda fixa e renda variável (fundos de investimentos), pois oferecem melhores oportunidades de rendimentos e são um pouco menos arriscados do que o investimento direto em ações.
Essa é uma boa estratégia para quem possui pouco conhecimento e experiência de atuação no mercado.

4. Pensando em adquirir um bem

Na compra de um imóvel, automóvel, reforma, decoração ou uma viagem, você pode fazer um plano de investimento mais moderado. Como o montante necessário geralmente é menor do que para a aposentadoria, parte do capital pode ser aplicada em renda fixa e o restante em renda variável.
Essa é uma maneira de alcançar o montante mais rapidamente, porém com um pouco mais de risco. De qualquer maneira, a perda parcial de algum valor não fará tanta diferença quanto no plano de aposentadoria.

5. Quer ser um investidor profissional

Muita gente possui habilidades para atuarem de forma agressiva e consistente no mercado financeiro. A profissão é cada vez mais reconhecida, mas para lucrar é preciso ter um bom plano de investimento.
A dica é adotar uma estratégia de compra e venda e possuir um bom controle de risco para aplicar em ativos que oscilem bem e possuem boa liquidez, como ações, opções, futuros e etc.
Para conseguir os melhores investimentos financeiros, lembre-se de que é preciso analisar os custos envolvidos para preservar a rentabilidade e buscar sempre diversificá-los para reduzir a taxa de risco.
E aí, gostou das dicas? Deixe o seu comentário abaixo!
banner-GB-2
Leia também:
– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?
]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *