Como fazer uma planilha financeira? Veja 4 dicas sensacionais

Consulting

banner-GB Above view of several business people working at meeting Encontrar uma planilha financeira na internet não é difícil. Há diversas opções com todo tipo de formatação, gráficos e possibilidades de análise possíveis. No entanto, alguns desses modelos podem ser mais complicados de serem entendidos e preenchidos, o que inviabiliza o uso deles a longo prazo. Pensando nisso nós preparamos um artigo que te ensinará como fazer uma planilha financeira completamente personalizada. Embora a confecção dela seja um pouco trabalhosa, seu esforço será compensado em outros momentos: serão inseridos apenas os campos que você julgar necessários para a operacionalização e você a entenderá por completo. Vamos às quatro dicas de como fazer uma planilha:

Insira apenas os campos essenciais

Defina de onde são provenientes os recursos do seu orçamento, ou seja, de onde vêm suas receitas. Normalmente há o salário, as comissões e uma renda eventual adicional, tal como aluguel ou trabalhos extra. Faça a mesma coisa com as despesas e busque separá-las por grupos. Gastos com habitação podem ser analisados de maneira conjunta: despesas com a manutenção da casa, aluguel, condomínio e prestação de financiamento, por exemplo, devem ser totalizados para que a análise fique mais facilitada. Não se esqueça de inseri-los como valores individuais, indicando que pertencem ao grupo “habitação”. O mesmo procedimento pode ser aplicado no caso de gastos com lazer, veículos e alimentação. No caso deste último, por exemplo, concentre os gastos com supermercado e as refeições feitas fora de casa. Assim, ficará mais fácil realizar reduções e economias por grupos.

Preencha a planilha com frequência

Nada de se render à neurose de ter que preencher sua planilha todo santo dia. O ideal é que esse procedimento seja algo rotineiro, mas não maçante. Procure anotar os gastos no celular, ou em um papel que ande junto de sua carteira, e transfira os dados para a sua planilha no fim de semana. Esse é um bom momento para fazer o preenchimento, pois você tem mais tempo livre para completar as lacunas com calma e analisar os gastos que realizou durante a semana. Com isso ficará mais claro identificar o que poderia ser evitado sem limitar sua qualidade de vida.

Seja objetivo nas descrições

Tente ser objetivo, sem pormenores. Insira a data, o valor, uma breve descrição e o grupo do gasto realizado. No entanto, prenda-se aos centavos, pois em um grande conjunto de ocorrências eles podem fazer a diferença em suas análises futuras. A cada preenchimento você já poderá identificar quanto o gasto representa do seu total no mês e também em relação ao total do grupo — como é o exemplo do condomínio em relação ao gasto total com habitação — e avaliar as porcentagens.

Faça análises periódicas

Logicamente, nos primeiros meses, essa análise não será possível. Mas caso você consiga manter a estrutura de sua planilha por um bom período, você poderá identificar a evolução dos gastos em todas as categorias conforme o tempo for passando. Isso será de grande auxílio no momento de tomar a decisão de cortar ou reduzir uma despesa considerada supérflua. Saber como fazer uma planilha financeira pode ser importante para que você possa, inclusive, explicar o funcionamento dela para a sua família e fazer com que todos participem ativamente nas metas financeiras. Faça já a sua! Se precisar de mais ajuda para fazer sua própria planilha, deixe um comentário para nós! Ficaremos muito felizes em ajudá-lo. banner-GB-2 Leia também: – Compare 6 opções de empréstimo pessoal online  As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro  Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?  Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *