Como funcionam os fundos de investimento?

Growing income graph vector illustration.

banner-mktplacedireto-2 Growing income graph hand and coins stacks simple modern flat stile vector illustration. Você tem dinheiro para investir e não sabe o que fazer? Os fundos de investimento podem ser uma opção para você. Com quase 15 mil fundos no país, estão entre os principais tipos de aplicação financeira. Por isso, vamos conhecer mais sobre como funcionam os fundos de investimento. Confira!

O que são fundos de investimento?

Os fundos lembram um condomínio: várias pessoas se juntam para fazer um investimento, que é gerido por um profissional, o gestor do fundo. Os investidores compram cotas desse investimento e, assim, passam a fazer parte desse condomínio.

Como funcionam os fundos?

Existem diversos tipos de fundos de investimentos, desde os mais conservadores, ou seja, de baixo risco, até fundos bastante sofisticados, que aplicam em diversos mercados em busca de rendimentos melhores. Entre os mais conservadores estão os fundos DI. Eles investem a maior parte dos seus recursos em títulos públicos atrelados à Selic, a taxa básica de juros do país. Isso quer dizer que seus rendimentos vão acompanhar os juros determinados pelo Banco Central. Mesmo com características diferentes, o princípio dos fundos de investimento é basicamente o mesmo. Quando um fundo é constituído, publica em um documento qual será sua política de investimento, seguindo algumas regras dos órgãos reguladores. A partir daí, os investidores podem comprar cotas do fundo, ou seja, fazer uma aplicação. Quando quiser resgatar o dinheiro, o investidor deve vender suas cotas para o próprio fundo ou para outro investidor, no caso de o fundo ter, por exemplo, cotas negociadas em bolsas de valores. Se os investimentos que o fundo fez nesse período tiveram resultados positivos, suas cotas valerão mais no momento do resgate e esse será o rendimento. Leia também: – Compare 5 opções de empréstimo pessoal online – As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro – Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online? – Planilha de gastos mensais: como fazer?

Quais as vantagens de investir em fundos?

Existem duas principais vantagens de aplicar em fundos de investimentos:
  • Ao se juntar com outros investidores, seus custos são diluídos. É a mesma diferença de morar em uma casa ou em um condomínio. Se quiser ter as mesmas comodidades de um condomínio em uma casa, vai sair mais caro do que rachar a conta com os outros moradores: piscina, playground, portaria 24 horas, etc.
  • Você conta com um profissional para gerenciar os investimentos. Por isso é tão importante conferir quem é esse gestor e conhecer seus resultados.

Quem pode realizar aplicações?

Todo mundo pode aplicar em fundos de investimentos. Isso porque, como dissemos, eles têm características muito diversas. Assim, se você quer apenas investir para proteger seu dinheiro e poder usá-lo em uma emergência, pode investir em fundo conservador. No entanto, existem também fundos que rendem mais quando a taxa de juros cai, fundos que acompanham o dólar ou o Ibovespa e muitos outros. Por isso, vai existir um fundo de investimento que combine com os seus objetivos.

O que analisar antes de investir?

Ao analisar os fundos para investir, é preciso estar atento a alguns fatores:
  • Taxa de administração: cada fundo cobra uma taxa de administração diferente. Taxas muito altas podem corroer os rendimentos. É aceitável investir em um fundo de investimento com taxa de até 1% ou 1,5%, dependendo do tipo de retorno que o fundo oferece. Acima disso, será muito caro investir;
  • Tributação: cada tipo de fundo tem uma tributação específica. Informe-se antes de investir e leve em conta que a tributação também diminui os seus ganhos;
  • Risco do fundo: os fundos podem ser muito diferentes entre si. Enquanto alguns são conservadores, outros são mais arrojados, o que também significa mais riscos. Mais uma vez, a dica é buscar informação sobre o fundo antes de investir;
  • Regras para resgate: cada fundo tem uma regra diferente para resgate. Nos fundos DI, por exemplo, quando você solicita o resgate, o dinheiro cai na sua conta em um dia útil. Em outros tipos de fundos esse prazo pode ser bem maior, como um período específico em que o dinheiro deve ficar aplicado. Verifique antes de fazer a aplicação;

Como aplicar em fundos de investimento?

O banco onde você tem conta corrente certamente tem um leque de fundos nos quais você pode investir. Isso pode até ser feito diretamente pelo internet banking. Mas, como sempre, atenção às taxas de investimento. Além dos bancos, as corretoras de valores também oferecem fundos de investimento. Nesse caso, você teria que abrir conta na corretora. A vantagem é que elas podem oferecer fundos de diversas instituições diferentes, muitas vezes com taxa de administração menor e, em alguns casos, com melhores rendimentos. Agora que você já sabe como funcionam os fundos de investimento, confira como escolher o fundo ideal para você! banner-mktplacedireto-2]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *