Como organizar as finanças pessoais?

Use um aplicativo de controle financeiro Contar com a ajuda de um aplicativo de controle financeiro é essencial para quem aprender como organizar as finanças pessoais. A ferramenta ajuda a saber quais são suas receitas e despesas, onde estão seus maiores gastos e é útil também para planejar o quanto deseja gastar em cada categoria do orçamento no mês seguinte. O Guiabolso é o único aplicativo de controle financeiro totalmente automático. Para começar a usar é só inserir os dados do internet banking e a ferramenta levanta todas as movimentações feitas na conta corrente e no cartão de crédito, categorizando automaticamente as despesas. Assim, fica mais fácil saber onde é possível cortar gastos e economizar.

Saiba exatamente quanto você ganha por mês

Descubra quanto você realmente recebe de receitas por mês. Não considere aqui o salário bruto e sim o quanto realmente entra na sua conta corrente após descontos como vale-transporte, Imposto de Renda, INSS etc. Considere também rendas extras.

Liste todos os gastos

Para organizar as finanças pessoais é preciso listar todos os gastos que você tem por mês. Não deixe nenhum de fora: do café após o almoço até as despesas maiores, como aluguel e mensalidade da faculdade. Some todos eles e veja quais são seus gastos totais em um mês.

Analise se sobra ou falta dinheiro no final do mês

Depois de ver o quanto você ganha e o quanto gasta, é hora de analisar se sobra ou se falta dinheiro no final do mês. A grande maioria das pessoas se enquadra na segunda categoria exatamente por não saber como organizar as finanças pessoais.

Descubra o que é possível cortar ou priorizar

Se você gasta mais do que ganha, é preciso analisar onde é possível cortar gastos e, também, as despesas que precisa priorizar para equilibrar sua vida financeira. Lazer, por exemplo, é uma área em que é possível diminuir os gastos ao dar preferência para atividades gratuitas. Despesas essenciais, como alimentação, saúde e moradia, por outro lado, devem ser priorizadas no orçamento.

Livre-se das dívidas

Não empurre as dívidas com a barriga. Coloque tudo o que está devendo no papel e defina um prazo para quitação dos valores. Evite a qualquer custo dívidas caras, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito. Organizar as finanças pessoais é essencial para não criar outros endividamentos.

Leia mais: 5 dicas para quitar sua dívida

Planeje suas finanças

Fazer um planejamento mensal é importante para não ter que lidar com problemas financeiros no futuro. Divida sua renda mensal entre todas as categorias do orçamento, começando pelos gastos essenciais e fixos, como aluguel, condomínio, mensalidade da faculdade, plano de saúde etc. É importante se ater ao que planejou gastar em cada categoria.

Leia mais: Planejamento financeiro no Excel: 5 melhores planilhas

Controle os gastos no cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um dos grandes inimigos da vida financeira saudável. Use-o com sabedoria dando preferência a realizar apenas compras à vista, checando o saldo a cada 10 dias e pagando sempre a fatura integral.

Leia mais: Saia do limite: dicas para quitar seu cartão de crédito

Prepare-se para os gastos extras

Criar uma reserva financeira é essencial para não ser pego de surpresa com gastos que não foram esperados. Separe uma quantia da sua renda mensal para um fundo de emergência. Para isso, você pode usar a regra dos 50-15-35.

Envolva toda a sua família

A organização das finanças deve ser prioridade de toda a família. Por isso, é importante que todos os seus membros estejam comprometidos com as finanças pessoais, estando dispostos a fazer as mudanças necessárias em seus hábitos de consumo.

Leia mais: Como organizar o orçamento familiar?

Reserve uma quantia para lazer

Organizar as finanças e cortar algumas despesas não quer dizer que você precise acabar com todo e qualquer tipo de lazer. Separe uma quantia da sua renda mensal para diversão (de novo, conte com a regra dos 50-15-35) e dê sempre preferência para atividades mais baratas ou gratuitas. Assim, é possível se divertir sem estourar o orçamento.

Leia mais: 5 dicas para você controlar seus gastos sem sofrimento

Não se esqueça de investir

Depois que tiver criado uma reserva financeira, é uma boa opção procurar alguns investimentos pensando no longo prazo. Entre as opções estão LCA, LCI, ações, CDB etc. Escolha de acordo com seu perfil e com a quantia que tem disponível para investir.

Leia mais: Qual o melhor investimento financeiro para 2015?

Leia mais: Os 5 melhores aplicativos de controle financeiro As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro 50 dicas para aprender como economizar dinheiro Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *