Como pedir um segundo empréstimo

kelly-sikkema-ThjkkhCOoxA-unsplash

Pegar um empréstimo é boa opção quando você já tem uma dívida cara e os juros do empréstimo são significativamente menores, quando acontece uma emergência como um problema de saúde e não há fundo de reserva para recorrer, ou quando é necessário fazer um investimento planejado na empresa, por exemplo. 

Mas também pode acontecer de você já ter um empréstimo quando uma dessas coisas acontecer ou ter conseguido um empréstimo que não supria o valor total da sua necessidade ou ainda estar com juros muito altos e querer um empréstimo com juros menores e, por isso,  querer pegar outro. É possível?

A resposta é sim. Mas tudo depende. Cada modalidade de empréstimo tem algumas condições para que isso aconteça. 

Empréstimo Pessoal

Se você está pagando seu empréstimo em dia e não pediu o limite total oferecido pela instituição, é simples solicitar mais um na mesma financeira. Caso você não esteja conseguindo pagar as parcelas do empréstimo vigente fica um pouco mais difícil, mas ainda é possível conseguir um novo. Uma alternativa é procurar instituições financeiras que não consultam o SPC e o Serasa ou que tenha opções para negativados.

Empréstimo Consignado

Nessa modalidade, o valor é descontado diretamente do salário ou benefício do INSS do cliente e a parcela do empréstimo não pode comprometer mais do que 30% da renda de quem solicita. Então, só é possível pedir um novo consignado que não ultrapasse essa porcentagem quando somado ao que já está sendo pago. Essa regra existe para sua proteção, pois comprometer mais de 30% da renda torna mais complicado dar conta do  pagamento. 

Empréstimo com Garantia

Como foi colocado um bem como garantia do empréstimo, não é possível colocar o mesmo bem como garantia de um novo. O que é possível fazer é disponibilizar outro bem como garantia ou ainda recorrer a outra modalidade de empréstimo. 

Refinanciamento de empréstimo

Em geral, o que é entendido como um refinanciamento do empréstimo é a negociação que se faz para o pagamento de um empréstimo que ainda está em vigor. Você vai ter uma nova dívida com novos valores e parcelas. A ideia do refinanciamento é principalmente diminuir a taxa de juros e o valor pago mensalmente. Ou seja, ele só vale a pena se a taxa de juros for significativamente menor e se você já tiver pago uma parte do empréstimo inicial.

Organizando o dinheiro

O empréstimo é boa solução em algumas situações como dito antes, mas bom mesmo é não precisar pedir um empréstimo, não é mesmo? Para isso é importante tomar algumas medidas.

  1. Tenha visibilidade de toda a movimentação do seu dinheiro. Saber quanto ganhar e pra onde vai o seu dinheiro, te dá mais visibilidade e assim te ajuda a controlar suas finanças.
  2. Tente viver com menos do que ganha. A ideia aqui é sempre ter um valor a se guardado e assim ir criando uma reserva de emergência.
  3. Negocie taxas bancárias. Verifique se você usa todos os serviços do pacote que paga no banco e se a anuidade do cartão faz sentido pelos benefícios que oferece. Com essas informações, tente diminuir os valores pagos. 
  4. Reveja mensalidades. Assinaturas de aplicativos, streamings e revistas costumam ser renovadas automaticamente. Confira se suas assinaturas ainda fazem sentido pra você e cogite o cancelamento de algumas.
  5. Produza renda extra. Vender roupas, móveis e outras coisa usadas; revenda de cosméticos e jóias, levar os cachorros dos vizinhos para passear, alugar um quarto na sua casa e vender milhas pela internet são algumas das possibilidades.

Como o Guiabolso pode ajudar

Quando você se cadastra e conecta suas contas e cartões no Guiabolso, ele copia suas informações bancárias dos últimos três meses e compila tudo em um só extrato e organiza tudo em categorias. Assim, não fica aquela confusão de tentar organizar o que saiu de cada conta e você consegue saber exatamente para onde o dinheiro está indo. Ah! E se você preferir ainda pode customizar as categorias e inclusive conectar as movimentações recorrentes a agenda do app, para não esquecer de nada.

Caso decida pegar um empréstimo, o Guiabolso também te ajuda. Com essas informações das suas contas e cartões, ele procura ofertas que tenham mais a ver com o seu perfil e estilo de vida com os parceiros. É bem simples.  

Confira como pegar um empréstimo no Guiabolso:

Leia mais:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *