Conheça os 4 tipos de aposentadoria possíveis

old man outdoors

tipos de aposentadoria

Para chegar à aposentadoria e ter uma vida financeira tranquila é importante se preparar: controlando os gastos e poupando dinheiro é possível viver bem depois de parar de trabalhar. Uma boa dica é fazer uma previdência privada e ir poupando enquanto ainda trabalha, para não depender somente da aposentadoria pelo INSS quando chegar a hora de aproveitar a “melhor idade”.

Leia mais: Quer conhecer opções de investimento para a aposentadoria?

Existem basicamente quatro tipos de aposentadoria no Brasil, mas você realmente sabe quais são elas? Se quiser descobrir, leia o texto a seguir e conheça as peculiaridades e diferenças entre elas. Confira:

Os tipos de aposentadoria

Por tempo de contribuição

Dentre os tipos de aposentadoria, esta é a que leva em consideração o tempo que o trabalhador contribui para a previdência social. Homens de qualquer idade podem requerê-la, desde que apresentem o adequado registro em carteira profissional ou pagamento dos carnês por 35 anos ou mais.

No caso das mulheres, valem as mesmas regras, mas com 30 anos de contribuição. Os documentos necessários são a carteira de identidade, a carteira de trabalho (todas que constem registros), os carnês de pagamento, quando for o caso, o CIC, a certidão de nascimento ou de casamento e alguma atestado de residência, como contas de telefone, água ou de luz.

Aposentadoria por idade

Outra modalidade bem comum de aposentadoria, que causa sempre discussões acaloradas entre os governantes. A expectativa de vida crescente também induz a um desejo de ampliar a idade mínima, mas no momento os parâmetros são: os homens com 65 anos ou mais podem se aposentar, e no caso das mulheres, a idade mínima é de 60 anos.

O requisito comum a ambos é que haja tempo de contribuição mínimo de 180 meses. Os documentos necessários são os mesmos da aposentadoria por tempo de contribuição.

Aposentadoria especial

Tem direito a esse tipo de aposentadoria o trabalhador que fica exposto a agentes nocivos em sua atividade profissional. Incluem-se aí os fatores químicos, biológicos ou físicos. Para ter direito, é preciso atingir 25 anos de contribuição, seja homem ou mulher.

Você precisa apresentar os mesmos documentos das aposentadorias anteriores e, além disso, um laudo técnico assinado por médico ou engenheiro da empresa ou das empresas em que trabalhou durante esses 25 anos. Verifique se sua profissão se enquadra entre as elegíveis para a aposentadoria especial.
Aposentadoria por invalidez

Essa aposentadoria é concedida depois que o cidadão contribuinte é afastado do trabalho por acidente ou doença. Em um primeiro momento, é concedido o auxílio doença, após a execução de uma perícia médica feito pelo próprio INSS. Se após esse fato chegar-se à conclusão de que o cidadão não possui mais condições de voltar ao seu antigo trabalho ou exercer suas funções, outro perito do INSS poderá emitir o laudo indicando a necessidade de aposentadoria.

Esses são os tipos de aposentadoria que o Brasil dispõe ao seu contribuinte. É preciso que o cidadão entre com o pedido no INSS que concederá o benefício, no caso dele ser elegível. Se você ainda tem dúvidas e quer mais informações, busque o site da Previdência. Lá estarão todas as respostas para suas perguntas.

Leia mais: Você já está pensando em sua aposentadoria?

 ]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *