Conheça os segredos do score e porque você deveria cuidar bem do seu número!

importância do score
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png

Por Carol Stange, especialista em finanças pessoais

Você já deve ter ouvido falar dele, mas talvez não saiba a importância desse número na sua vida financeira. O score de crédito (o mais conhecido é o Serasa Score) é como chamamos a pontuação de crédito e esse é um dos critérios mais utilizados para a liberação de crédito.

Todas as nossas decisões financeiras influenciam na definição do nosso score, e sua pontuação varia entre 0 e 1000 pontos. Quanto mais próximo de 1000, maiores podem ser as chances de você – e eu – termos crédito aprovado.

Exemplo de como ele funciona na prática

Imagine que você está precisando de um empréstimo. Você faz algumas pesquisas nos bancos e instituições financeiras e consegue uma taxa de 6% ao mês. Um amigo seu, que tem inclusive uma vida financeira muito semelhante à sua, recebe a proposta, na mesma instituição que você, de uma taxa de 3% ao mês. Você sabe por quê?

Basicamente, é porque seu amigo oferece um risco de inadimplência menor do que você.

A mesma situação pode acontecer quando você compra, ou tenta comprar, bens parcelados no comércio ou contratar um seguro para o seu automóvel.

A pontuação pode ser dividida em 3 faixas:

  • até 300 pontos há alto risco de inadimplência;
  • médio risco entre 300 e 700; e
  • baixo risco para quem acumula pontuação acima de 700 pontos.

Quem consulta seu score?

  • Bancos e instituições financeiras
  • Seguradoras de automóveis
  • Construtoras e imobiliárias
  • Operadoras de internet e telefonia
  • Lojas de departamento
  • Financiamentos Estudantis

O que influencia na pontuação e como aumentá-la?

Cada pessoa é pontuada de acordo com alguns critérios, como: pagamentos de contas em dia, histórico de dívidas, relacionamento financeiro com empresas e até dados cadastrais atualizados.

Aumentar seu score de crédito, apesar de ser relativamente simples, vai demandar uma certa dedicação e organização financeira, como:

  • Pagamento de contas em dia;
  • Não uso do cheque especial, seja de forma constante ou esporádica;
  • Tomar cuidado com seu nível de endividamento (quantas parcelas, empréstimos e financiamentos constam no seu orçamento doméstico?);
  • Ter os dados cadastrais atualizados junto à Serasa Consumidor, inclusive no Cadastro Positivo;
  • Pagar sempre de forma integral as faturas do cartão de crédito;
  • E obviamente, ter o nome sem restrição nos órgãos de proteção ao crédito.

Alguns mitos sobre o score

  • Colocar o CPF na Nota Fiscal não aumenta a pontuação.
  • Afirmações como “Não consigo nenhum crédito com score baixo” não são verdadeiras. Realmente, conseguir crédito com score mais baixo é mais difícil, mas não é impossível.
  • Anúncios como “Clique aqui e aumente seu score!” Ninguém pode aumentar seu score por você. Cuidado com promessas falsas de empresas e pessoas desonestas.
  • “Quem ganha mais tem score mais alto”. Como vimos, o salário não afeta na sua pontuação, mas sim, dentre outras coisas, o pagamento das contas em dia e o nível de endividamento.

Conclusão

Uma boa pontuação ajudará muito para que você consiga ter cartões de crédito aprovados, contratar seguros e ter empréstimos e financiamentos com taxas de juros melhores.

Fique atento à sua pontuação e procure mantê-la o mais alta possível. O site do Serasa permite rapidamente uma consulta gratuita no seu CPF, facilitando a tomada de medidas necessárias para aumentar seu score, se for o caso.

Um beijo e vejo você no próximo conteúdo sobre finanças pessoais. Até mais!

Leia mais:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *