Descubra se vale a pena o consórcio imobiliário

consorcio-imobiliario-vale-a-pena-descubra-aqui25353

banner-GB
consorcio-imobiliario-vale-a-pena-descubra-aqui25353O consórcio é uma invenção brasileira que se tornou uma das alternativas para quem pretende adquirir um bem, mas que não tem como pagar todo o valor à vista. Desde uma simples motocicleta até o apartamento ou a casa mais sofisticada, é possível fazer uma compra utilizando o consórcio. Mas será que o consórcio imobiliário vale a pena? Isso é o que vamos analisar neste post, observando as vantagens e as desvantagens que esta modalidade de compra oferece.

O que é?

O consórcio é uma espécie de poupança feita por um grupo de pessoas que se reúne com o propósito de adquirir determinado bem. De acordo com regras estabelecidas pelo Banco Central, uma empresa administradora pode cobrar uma taxa para gerir o consórcio, o que inclui o estabelecimento de eventuais reajustes. Contudo, não há cobrança de juros sobre as aplicações feitas.

Vantagens do consórcio imobiliário

O fato de não haver cobrança de juros torna a aquisição parcelada de um imóvel a partir de um consórcio normalmente mais barata, se ela for comparada àquela que seria viabilizada por uma compra financiada.
Além disso, o consórcio funciona como uma espécie de poupança, por meio da qual o comprador acumulará um capital que ele próprio estabelece quando resolve aderir a determinado grupo. Essa poupança ocorre durante um período também determinado pelo consorciado, que deve ser de acordo com as alterativas que a administradora oferece, o que dá a ele maior controle sobre os investimentos que faz.
Aderir a um consórcio também é bem menos burocrático do que buscar um financiamento bancário para a aquisição de um imóvel. Afinal, no financiamento é preciso comprovar renda e apresentar uma série de documentos que a administradora do consórcio não exige.
Para se tornar um consorciado e fazer jus à aquisição da carta de crédito que dará direito ao montante necessário para a compra do imóvel, basta que o consorciado se mantenha em dia com as parcelas. O consórcio oferece leilões onde o participante pode oferecer o chamado lance, que é o pagamento de um valor antecipado. Caso o lance seja o maior, ele será contemplado com a carta de crédito.
Seja por lance ou por sorteio, o contemplado com a carta de crédito pode fazer ofertas de compra de imóveis à vista ao mercado, o que significa um poder de negociação muito interessante. Em vez de ter que dar uma entrada substancial, é possível que o consorciado, pagando apenas uma parcela, consiga comprar o imóvel dos sonhos.

Desvantagens do consórcio

A contemplação em um consórcio depende de duas circunstâncias. Uma delas está associada à sorte, o que ninguém domina. Afinal, parte das cartas de crédito é concedida por sorteios, que são realizados nas assembleias gerais ordinárias promovidas pelas administradoras mês a mês. Outra parte é concedida a partir de lances que representam determinada quantidade de parcelas do consórcio. Quanto mais parcelas o consorciado puder dar de lance, maiores serão as chances de ser contemplado.
Caso o consorciado não seja contemplado por sorteio nem tenha capacidade para dar um lance vencedor, isso significa que ele deverá aguardar até a conclusão do grupo para ser contemplado, o que poderá levar muitos anos para acontecer. Se contratou um consórcio de 10 anos, por exemplo, terá de esperar todo este tempo.
Se você ainda não tem certeza de que o consórcio imobiliário vale a pena, deixe aqui o seu comentário. Teremos prazer em ajudar.
banner-GB-2
Leia também:
– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

4 Comments

  1. Olá!
    Hoje possuo um imóvel financiado, mas gostaria de ampliar este imóvel. Posso usar um consórcio imobiliário para esta ampliação? Se sim, é a melhor opção?

    • Oi, Franklin
      Sim, o consórcio pode ser usado para ampliar o imóvel. Você terá de por na ponta do lápis para saber se é a melhor opção. Veja quanto deverá pagar no consórcio e verifique quais as taxas de juros que conseguiria no mercado caso optasse por um empréstimo. Boa sorte!

  2. Olá!
    Não tenho planos de adquirir um imóvel de imediato. Calculo que precise de dois ou três anos para tanto, se fosse comprar financiado com uma boa entrada. Um consórcio seria uma opção, caso eu não vá dar lances? Ou uma aplicação (com o valor equivalente ao da mensalidade) seria mais adequado ao momento? Obrigada!

    • Oi, Natalia
      Tudo bem? Tudo depende da sua capacidade de poupar. Se você tem o hábito de guardar dinheiro, encara essa poupança como uma obrigação e tem acesso a investimentos com boa taxa de rentabilidade, provavelmente aplicar o dinheiro é uma boa alternativa. Se tem dificuldade no comprometimento de guardar dinheiro, o consórcio é indicado porque se torna um compromisso que você deve pagar todos os meses.
      =)

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *