Consórcio ou financiamento - qual a melhor maneira de adquirir um carro?

investir-carro-novo-1

O consórcio é a união de um grupo de pessoas que pagam uma mensalidade a ser depositada num fundo de investimentos. Já o financiamento é feito individualmente, contratado em um banco ou uma financiadora. Comparando-se o valor das mensalidades, um consórcio começa a ser vantajoso num prazo de 18 meses: antes disto, o custo mensal é maior do que em um financiamento. Existem vantagens e desvantagens dos dois lados. No que diz respeito ao prazo de entrega do veículo, no financiamento você já começa com ele nas mãos, enquanto que no consórcio existe o sistema de sorteio. Dependendo da sua sorte, seu nome pode ser um dos primeiros a serem contemplados, caso contrário, você pode levar de 36 a 60 meses para estar sobre as novas quatro rodas. Ou seja, o consórcio é uma boa alternativa para quem já tem um carro e não está com pressa. Outra possibilidade deste tipo de contrato é a de retirar o carro com um lance: se você tiver um dinheirinho reservado, ou mesmo seu carro usado antigo, esta pode ser a solução para acelerar o processo. Já no caso do financiamento, embora o carro passe às suas mãos imediatamente após fechado o negócio, existe um fator que ameaça a saúde financeira de qualquer um: os juros compostos. A taxa de 3% é aplicada sobre o saldo devedor e não sobre o valor inicial do veículo, como é o caso do consórcio. Aí é que mora o perigo. Se você não sabe como estará sua saúde financeira daqui a 5 anos, é melhor financiar seu carro ou entrar num consórcio cujo período seja menor do que o de 50 meses.

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *