Dicas para aprender a viver um degrau abaixo no seu orçamento

degrau_abaixo

Por Yolanda Fordelone

Com a paralisação de vários comércios e serviços e o receio do desemprego é natural que aumente o medo da diminuição da renda. Devemos ter uma crise nos próximos meses não só no Brasil, mas no mundo, por conta da pandemia de coronavírus. Temos dicas para você se preparar para a crise e uma delas é aprender a viver um degrau abaixo nos gastos. 

Viver um degrau abaixo significa que você passará a pensar que ganha um pouco menos. Assim, automaticamente estará economizando todos os meses. Se você ganha R$ 2 mil, mas passa a pensar que ganha R$ 1800, todos os meses R$ 200 serão poupados mesmo que gaste toda a sua “renda”. 

Vale lembrar que em momentos de incerteza é importante reforçar a reserva de emergência ou mesmo fazer uma, caso ainda não tenha. Se algo acontecer e sua renda diminuir, você já terá um colchão para usar. Se puder aliar isso a um padrão de vida de menores gastos, melhor ainda. Reunimos 3 dicas para você aprender a viver um degrau abaixo.

3 dicas para viver um degrau abaixo

1. Entenda quanto você ganha

Muitas pessoas não entendem quanto ganham todos os meses. Os trabalhadores CLT se lembram do salário bruto, mas não sabem exatamente quanto é o desconto do INSS, do Imposto de Renda e de outros benefícios. Outras pessoas se confundem por terem renda variável, já que atuam como autônomas ou são empreendedoras.

Por isso, o primeiro passo é entender a sua renda, quanto de fato cai na sua conta todos os meses. Para isso, é interessante ter uma planilha. No caso de pessoas cuja renda muda, a planilha ajudará a entender qual é a média. Claro, não se baseie nos piores meses ou nos melhores para definir o que é o padrão. 

Você pode fazer uma planilha anotando todos os gastos e ganhos ou aderir a aplicativos que fazem isso automaticamente, como o Guiabolso. É interessante também estudar quanto você tem gastado para ver onde é possível cortar gastos.

2. Defina um porcentual que você quer economizar

Para viver um degrau abaixo, você pode definir um porcentual que quer economizar. Em geral indicamos 15% da renda, pelo menos. Mas, se neste momento você conseguir economizar mais para se preparar, melhor. 

Um exemplo:

Se você ganha R$ 2 mil e define que quer economizar 20%, isso significa dizer que passa a imaginar que sua renda é de R$ 1600. 

3. Pense que você ainda ganha o seu último salário

Conforme a gente vai evoluindo na carreira e passa a ganhar mais nosso padrão de gasto também se eleva. Mas com certeza você se lembra daquela época em que ganha menos. Para economizar, não precisa voltar tanto no tempo. Pense que você ganha o seu último salário. Pode ser o salário do último emprego ou de antes de alguma promoção. Você vai passar a contar com isso para viver todos os meses. 

Esperamos que com essas dicas você consiga diminuir o seu padrão de vida, mas se ainda tem dificuldade para cortar gastos indicamos o post que fala o que pode ser cortado e renegociado nessa época de crise.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *