COVID-19: Dicas para autônomos lidarem com a crise econômica

uber

Por Yolanda Fordelone

O desdobramento da pandemia do coronavírus na economia pegou muita gente de surpresa, sobretudo trabalhadores autônomos e informais. Devido à quarentena, muitas pessoas irão perder ou pelo menos diminuir a fonte de renda. Para quem tem contas a chegar, mas sem data para ter renda a palavra é negociação. 

O Guiabolso reuniu abaixo algumas dicas para autônomos lidarem com a crise:

Negocie novas datas

Há casos de autônomos que estão negociando prazos para os serviços. Assim, ao invés do cliente cancelar, o serviço está sendo adiado. É o caso do chá de bebê, por exemplo. Houve casos de autônomos que sugeriram um chá de bem-vindos no lugar, segurando assim a clientela por alguns meses. O mesmo vale para serviços de consertos de algo na casa do consumidor. Por que não sugerir que o serviço seja adiado para pós-quarentena?

Pagamento antecipado

Se possível, peça o pagamento antecipado pelo serviço. Assim, você já garante a renda no curto prazo. Mas vale lembrar que para o cliente a situação também está instável e nem todos terão dinheiro para o pagamento antecipado. 

Reduza o preço do produto ou serviço

Já há autônomos reduzindo o preço dos produtos e serviços para tentar garantir clientes para os próximos meses, apesar da crise. A ideia é que mesmo que a situação fique difícil após a quarentena, muitas pessoas irão se sentir tentadas a aproveitar o desconto.

Clientela fixa

É a época de estreitar o relacionamento com a sua clientela e tentar montar uma carteira de clientes fixos. Isso vale para serviços de faxineira, por exemplo, ou mesmo de transporte. Tente usar esse período de quarentena para já garantir serviço para os próximos meses. 

Serviços de entrega

No caso de motoristas, uma opção é se aproximar de serviços de entrega que deverão crescer bastante nas semanas de quarentena. Muitos restaurantes, assim como comércios, estão apostando no delivery.

Momento exige adaptação

Se você trabalhar com venda de comida, intensifique o serviço de entrega. Eventualmente, pense em mudar o cardápio. Um exemplo: ao invés de vender bolos e doces, faça marmitas caseiras já que nem todos gostam de cozinhar suas refeições. 

Projete suas contas

Faça uma lista das contas que estão por chegar nas próximas semanas e meses e de quanto será necessário para quitá-las. Essa lista ajuda você a priorizar o que deve ser pago primeiro e em quais períodos precisará de mais renda. Neles, cogite fazer uma renda extra para dar conta dos gastos. Fizemos um post sobre isso. Também temos conteúdo para falar de como acompanhar seus gastos mensais pelo aplicativo.

Se você é empreendedor, também temos algumas dicas que podem te ajudar neste momento de crise (clique aqui).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *