Economizar, Poupar e Investir: quais as diferenças?

jess-bailey-ycTvvg1mPU4-unsplash

Por Carol Stange, especialista em finanças pessoais

Sim, Economizar, Poupar e Investir são três palavrinhas que costumam causar uma certa confusão na cabeça das pessoas, e não só dos iniciantes no mundo da educação financeira!

Nem sempre prestamos atenção, mas esses 3 conceitos vêm em ordem sequencial nas Finanças Pessoais: primeiro precisamos entender o que significa economizar, para depois poupar e, por fim, começar a investir. Ter o real entendimento de cada uma dessas etapas e ainda, da sua aplicabilidade, é essencial para todos que desejam ter a vida financeira sob controle! Confira:

Economizar

É quando reduzimos custos, seja através da obtenção de descontos na contratação de serviços ou compra de produtos que já fazem parte da nossa rotina, seja pela escolha de outros produtos e serviços mais baratos, mas que continuam nos atendendo de forma igual ou muito semelhante. Um bom exemplo de como economizamos na prática é quando vamos ao supermercado e optamos por marcas de preço mais baixo da mesma família de produtos que já fazem parte da nossa vida.

Mais alguns exemplos de economia na vida real:

  • Quando negociamos a prestação do nosso imóvel ou automóvel; 
  • Trocamos o plano atual da academia por um mais barato;
  • Fazemos parte de grupos de troca de livros escolares e uniformes em bons estado;
  • Optamos por marcas genéricas (quando possível);
  • Apagamos a luz e tiramos da tomada os aparelhos em stand-by;

Importante: Uma coisa que precisa ficar clara é sobre a destinação dos recursos economizados. Se esse dinheiro simplesmente trocar de finalidade (o valor que sobrou por causa da alteração do plano da academia acabou sendo gasto com supermercado, por exemplo), você deve, antes de seguir adiante, organizar sua vida financeira. 

Comece detalhando suas receitas e despesas. Em seguida, elenque suas despesas por ordem de valor e importância e por fim, faça os ajustes necessários, como reduzir ou eliminar determinadas despesas antes de prosseguir.

Poupar

É quando direcionamos os recursos economizados para um objetivo específico. Na vida real, é quando destinamos o dinheiro economizado para a poupança da “troca do carro”, “reforma da casa” ou da “faculdade do filho”. Para deixar sua “poupança” mais organizada e o processo mais produtivo, é interessante estabelecer o tempo que levará para juntar o montante desejado. 

Por exemplo: se você gostaria de viajar para a praia ano que vem e o total da viagem é de R$3000,00, você levará 10 meses para atingir seu objetivo poupando R$300,00 mensais. Já se a viagem estiver planejada para acontecer dentro de 6 meses, a poupança deve ser de R$500,00 mensais para que o valor total do objetivo seja acumulado.

Se você tem seus objetivos, sonhos e desejos, a “poupança planejada” é a única que costuma dar resultados duradouros. 

Investir

É quando alocamos o dinheiro poupado em investimentos financeiros e recebemos juros por isso. Quando investimos os recursos poupados e utilizamos os juros compostos a nosso favor. Isso é o que chamamos de fazer o “dinheiro trabalhar para nós”. 

Mas verdades sejam ditas: só economizar e poupar não levará nenhum de nós muito adiante. Se não aprendermos a fazer o dinheiro render, ficaremos sempre no mesmo patamar. Investir é a mola propulsora das suas finanças.

Para que você invista de forma assertiva e com o risco adequado para seu perfil de investidor, conhecer os produtos à sua disposição é altamente indicado. O melhor produto para seu amigo não será o melhor para você, e vice-versa. 

Agora que você já sabe a diferença entre Economizar, Poupar e Investir e ainda, já está ciente da ordem que esses conceitos devem ocupar no seu planejamento financeiro pessoal, mãos à obra! 

  1. Projete cenários e calcule quanto será possível economizar após verificar quais despesas podem ser reduzidas ou eliminadas;
  2. Estipule uma meta de poupança para seu objetivo específico;
  3. Invista seus recursos poupados em produtos de acordo com o seu perfil, prazo e risco.

E por fim, se precisar de ajuda personalizada com suas Finanças Pessoais, mande um e-mail para saber mais sobre minha mentoria. 

Um beijo e vejo você no próximo conteúdo educativo sobre finanças pessoais e investimentos. Até mais!

Leia mais:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *