Economize sem sacrifício, mude os hábitos e torne o controle financeiro parte da sua rotina

02J72809

02J72809

O consumo faz parte da natureza humana. Precisamos consumir alimentos, água e itens que nos dão proteção contra as intempéries climáticas desde os primórdios da nossa raça. Porém, com o passar dos milênios, agregamos muitos itens na lista do que precisamos ter e usar. Nos tempos atuais, o consumo deixou de girar em torno da necessidade de sobrevivência e se tornou uma questão bem mais complexa.

Se você está no meio de situações como uma conta bancária no vermelho, tem uma fatura de cartão de crédito com valores altos ou coleciona dívidas de empréstimos pessoais, chegou a hora de repensar sua relação com o consumo. Uma rotina de controle financeiro é essencial para dar os primeiros passos rumo ao consumo consciente e perceber os mecanismos de sabotagem que não deixam que as contas fechem no final do mês.

Simples mudanças de hábitos podem ser o impulso necessário para perceber que comprar muito mais do que precisa não é sinônimo de realização plena. Para ajudá-lo fizemos um guia para que você possa economizar sem sacrifício, apenas tomando atitudes inteligentes ao usar o dinheiro. Confira:

Esqueça a lei da compensação

Você trabalha a semana toda, fica preso no trânsito por muito mais tempo que o normal e merece o dinheiro que ganha. Por isso, tem o direito de comprar com seu salário aquilo que te traz prazer, correto? Até aí, sim. Mas procure perceber que esse é um ciclo vicioso, tipicamente pós-moderno, que te obriga a trabalhar duro para ter dinheiro e se compensar gastando-o.

É realmente comprando que você se sente feliz e satisfeito?  A dependência do consumo não é felicidade, é compensação e é perigosa. Associar alegria com o ato de comprar gera um prazer momentâneo e se esgota rapidamente.

Substituir a compensação pela satisfação através de coisas simples ao seu redor é a chave para achar aquilo que realmente traz felicidade na vida. E você irá perceber como ela está bem distante do dinheiro, como diz o ditado. Felicidade é ser e não ter! Além disso, quem economiza não sai gastando sem ponderar, lembre-se disso.

Mantenha o controle com a ajuda de uma planilha

Anotando todos os seus gastos em uma planilha, você irá perceber melhor o valor das coisas e do dinheiro. Além disso, é a única maneira de monitorar as despesas e evitar o excesso antes que ele aconteça.

Procure associar o valor em dinheiro com a utilidade ou o prazer que cada aquisição trouxe para sua vida. Você irá perceber que muitos daqueles gastos não trazem tanta vantagem e podem ser abolidos ou reduzidos.

Colocar as despesas em uma planilha é um hábito poderoso para perceber que economizar não precisa ser um sacrifício.

Perceba suas reais necessidades

Estar ciente das estratégias existentes para impulsionar o consumismo é o primeiro passo para se livrar das compras impulsivas e desnecessárias. Não se deixe levar por uma propaganda atraente ou pelo slogan que promete todas as soluções para seus problemas. Tenha sempre em mente que os mecanismos de convencimento são muito bem elaborados para que as pessoas comprem aquilo e não duvidem por nem um momento de que realmente precisavam. Mas, se até aquele ponto, você conseguiu viver sem aquela novidade, ela é realmente tão necessária? Ela vale aquele dinheiro?

A receita para economizar sem sacrifícios é simples: não compre para compensar, controle os gastos e identifique as necessidades reais. Certamente, suas mudanças de hábito não virão do dia para a noite, mas com esforço e foco você irá conseguir!

]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *