Fatores para serem considerados ao escolher sua conta corrente

shutterstock_125937002-2

A conta corrente é um tipo de conta na qual o cliente fica livre para fazer movimentações com cheques, transações com ordens de pagamento, transferências via DOC e TED, entre outras.

Para abertura de conta geralmente é necessário os seguintes documentos:

– documentos de identificação (por exemplo, RG e CNH)

– CPF, dispensável caso o documento de identificação já contenha

– comprovante de residência (recente)

Todo cidadão pode ter uma conta corrente, no entanto jovens menores de 16 anos ou entre 16 e 18 anos não emancipados precisam ser representados pelo pai, mãe ou responsável legal.

Em média, o banco leva trinta minutos para criar sua conta e você já pode começar a utilizar os serviços contratados imediatamente. A questão é, mas qual o melhor banco? Ou qual a conta corrente mais adequada? Confira a seguir alguns fatores para se levar em conta antes de eleger a sua conta bancária.

shutterstock_125937002

Perfil

A primeira coisa que você deve ter em mente é que existem contas correntes para todos os tipos de pessoas. Inclusive, por determinação do Banco Central, os bancos devem oferecer alguns serviços essenciais, que incluem quatro saques, dois extratos e 10 folhas de cheque por mês, sem nenhum custo. Tenha isso em mente! Mas é importante pensar também sobre a utilização desta conta para adquirir os adicionais. Por isso, qual é o seu perfil?

É um jovem universitário? Saiba que existem contas específicas para esse tipo de público!

Sendo assim, a conta corrente deve ser escolhida com base na sua demanda cotidiana. O que você acha que vai utilizar mais? Transferências para outros bancos? Disponibilidade de muitas folhas de cheque? Quer também um cartão de crédito veiculado à sua conta? Ou deseja fazer saques ilimitados sem cobranças adicionais por isso? Pense nessas questões e formule outras sobre a forma que você vai utilizar sua conta corrente. No ato de abertura, pondere todas elas com o funcionário do banco.

Acesso

Mesmo com a disponibilidade de serviços digitais, você deve levar em conta a localização física do banco. Imagine cidades de pequeno porte que possuem apenas uma agência de cada uma das instituições bancárias. Você não quer ter dificuldades de acesso ao banco para realizar saques, retirar cheque ou até mesmo tomar um café com o gerente de sua conta. Por isso, considere agências próximas do seu trabalho ou de sua casa. Pesquise também sobre o número de agências que existem na sua cidade, no seu estado ou até mesmo no país, caso viaje muito. Você não quer sair de férias e não poder sacar dinheiro na praia, não é mesmo?

Tarifas

Em se tratando de dinheiro, não há dúvidas de que as tarifas bancárias influenciam muito. Além da opção gratuita, que possui serviços restritos, os bancos oferecem tarifas mais simples que agregam serviços adicionas incluindo transferências, conta digital, entre outras opções. Os pacotes de tarifas mais simples dos cinco principais bancos instalados no país custam entre R$ 7,40 e R$ 9,90 por mês e variam de serviços. Alguns, por exemplo, não incluem neste pacote básico o acesso à conta digital.

Conta Digital

Atualmente, todos os bancos oferecem a opção de uma conta corrente digital, ainda que cada um dê um nome diferente ao serviço. As vantagens em utilizar sua conta corrente pela internet são inúmeras, como por, pagar contas sem enfrentar fila, agendar transferências, consultar o extrato e saldo, entre outras opções. Por isso, se você já está diariamente online a conta digital é outro fator que deve ser levado em consideração na hora de abrir uma conta corrente. Certifique-se de que o pacote escolhido tem esse serviço e se são cobradas tarifas adicionais por ele.

Tendo estes direcionamentos fica fácil escolher a sua conta corrente!

]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *