(no title)

A modalidade é composta por parcelas fixas e vem ganhando popularidade no país, sobretudo na fatia da população chamada “super endividada”. O “home equity” pode ser uma oportunidade interessante para quem precisa reestruturar suas dívidas, unindo os débitos em torno de um mesmo banco, concessor de empréstimo por meio desta modalidade. Entretanto, o produto é perigoso e deve ser usado não como fonte de riqueza, mas apenas para pagar as dívidas e sair de vez do vermelho.
Além do Santader, a Caixa Econômica Federal é outra instituição que vem apostando nessa lacuna existente no mercado nacional. Mas atenção: todo o cuidado é pouco ao contrair esse tipo de crédito, já que, em caso de inadimplência, o devedor pode perder a própria casa, que foi alienada como garantia ao banco.

Mas o home equity não é usado somente pelas famílias que estão em busca de redução de dívidas. O produto pode ser adquirido também por quem está planejando comprar um segundo apartamento ou casa, bem como para quem está com as finanças em dia e deseja angariar recursos para pagar os estudos de seus filhos. Uma nova forma de financiamento que começa a ser oferecida pelos bancos brasileiros, mas que, mais do que todas, exige muito cuidado e muito planejamento, caso seja adquirido para a redução de dívidas.]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *