Economize apenas cortando suas desculpas para fazer compras

woman with dollar signed bag

woman with dollar signed bag

É muito fácil gastar e estourar o seu orçamento. Os cartões de crédito, os empréstimos rápidos e os parcelamentos tornaram ainda mais simples gastar além do dinheiro que você tem. Evitá-los é uma escolha mas o problema é que muitas vezes é difícil manter a disciplina e simplesmente optar por não comprar. Parece que a própria mente acaba nos pregando peças e inventando desculpas para que gastemos muito, não é mesmo?

Saiba quais são as desculpas mais comuns para gastar e o que você deve fazer para não cair nas armadilhas que sua mente cria. Venha com o GuiaBolso.com.

 

“Está em promoção”

Esta é uma das táticas mais antigas que os donos de varejo usam: quando você vê o preço em promoção comparado ao preço original parece que está fazendo um grande negócio. Como deixar de comprar por R$ 200 aquele casaco que normalmente custa R$ 300? O problema é que, em geral, isto é apenas um truque e o produto nunca custou o preço original que aparece na etiqueta.

Você só deve comprar o que realmente precisa e que o valor se encaixe no seu orçamento. Mesmo quando o desconto é real, a compra pode significar um rombo nas suas contas, não gaste apenas porque está em promoção. Pode ter certeza, outras ofertas surgirão quando você precisar do item e sair para pesquisar preços.

 

“Estou trabalhando muito duro”

Você pode e deve gastar o dinheiro que ganha com coisas que o façam mais feliz, mas o quanto você recebe, não a quantidade de trabalho, deve medir o que pode comprar. Trabalhar duro não pode ser desculpa para gastar em excesso.

Outra variação desta desculpa é a certeza de que você ganhará um aumento ou conseguirá um novo trabalho em um futuro próximo. Você só deve gastar o dinheiro que tem a certeza que receberá, evite fazer previsões (sempre otimistas!) para o futuro. Jamais gaste dinheiro que você ainda não tem. A vida é muito incerta e este erro pode levar a dívidas difíceis de pagar.

 

“Consegui economizar bastante recentemente”

É muito comum que pessoas que fazem dietas muito restritivas acabem por compensar o período com uma verdadeira farra gastronômica. O resultado: engordam novamente. Esta analogia pode ser feita com as finanças. De nada adianta você economizar e deixar de gastar por um longo período se depois perderá o controle das suas despesas. O segredo aqui é fazer planos financeiros progressivos, evitando cortes bruscos de gastos que podem disparar algum mecanismo futuro de compensação.

Uma dica é planejar presentes específicos para quando conseguir algum objetivo. Se, por exemplo, seu objetivo é economizar R$ 500 num mês, não há problema algum em comprar um regalo de R$ 50 para si mesmo. O importante, neste caso, é estabelecer a meta e o presente anteriormente.

 

“Já gastei muito mesmo”

Esta desculpa é, provavelmente, a mais perigosa das quatro. Ela acontece quando você já passou por um período especialmente descontrolado financeiramente e acredita que é “uma causa perdida”. O problema é que este comportamento, muito longe de resolver o problema, vai agravá-lo ainda mais.

Cada dia é uma chance para começar de novo e iniciar uma vida mais regrada financeiramente. Se durante a maior parte do mês suas finanças estão descontroladas, aproveite o fim dele para retomar as rédeas e iniciar o próximo de uma maneira mais saudável.

 

Acabe com as desculpas

Viver uma vida regrada financeiramente é um hábito diário. No começo, a mente vai pregar peças e tentar inventar desculpas para você gastar. Tenha consciência das principais mentiras que contamos para nós mesmos e corte-as assim que surgirem.

Cortando as desculpas, você corta gastos. Portanto, por pelo menos um mês, seja forte e fuja de tudo o que te leva a comprar. Depois, avalie o quanto economizou. Essa primeira conquista será um incentivo para se organizar, nunca ficar no vermelho e alcançar os seus sonhos! Então, trace os objetivos e siga em frente!

 

Começou a sua organização financeira? Quais os truques para evitar as desculpas e gastar menos? Comente!

Já conhece o novo GuiaBolso? Acesse GuiaBolso.com, seu controle financeiro + inteligente.

]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *