Guia da economia compartilhada: como tirar o melhor proveito

guia-da-economia-compartilhada-como-tirar-o-melhor-proveito19630

banner-GB guia-da-economia-compartilhada-como-tirar-o-melhor-proveito19630Hoje em dia não é preciso ter carro, casa na praia ou no campo para desfrutar destes serviços. Com o Uber, Airbnb e Couchsurfing, empresas que apostaram na economia compartilhada, o consumidor tem acesso ao serviço de motorista particular, aluguel de quartos e hospedagem gratuita, mesmo não possuindo o bem. A economia compartilhada é mais do que serviço: é uma filosofia de vida que permite uma nova forma de consumir. O consumidor não possui o bem, mas tem acesso a ele, dividindo, alugando ou partilhando o uso de serviços e produtos com outras pessoas. Veja como tirar o melhor proveito da economia compartilhada: Vantagens do modelo Aderir ao modelo de economia compartilhada reserva muitas vantagens para os consumidores. É possível, por exemplo, gastar pouco ou, até mesmo, nada por algo que você só usaria por pouco tempo. Além disso, o acesso é menos burocrático, já que, na economia compartilhada, a pessoa física pode ter relação direta de compra e venda, dispensando intermediários e tornando próximos fornecedores e consumidores. O aspecto ambiental também é relevante: ao reaproveitar algo, você diminui o impacto no meio ambiente. Cuidados Apesar das inegáveis vantagens que o modelo de economia compartilhada traz para o bolso, é importante tomar alguns cuidados na permuta de objetos e serviços. É preciso, antes de tudo, confiar na pessoa que está do outro lado. Por isso, sites e plataformas de compartilhamento têm como base a reputação e confiança do vendedor e comprador. Os prestadores de serviço são avaliados pelos clientes e, consequentemente, aqueles que recebem boas avaliações se destacam e conseguem fazer mais conexões. Há casos em que a pessoa que utilizou o serviço também é avaliada, como no Uber, o que também dá mais segurança para quem está do outro lado do balcão.  Neste sentido, para aproveitar ao máximo a economia compartilhada e reduzir os riscos de recorrer ao modelo, sempre fique de olho na reputação da pessoa ou empresa com que está negociando. Como aproveitar a economia compartilhada A economia compartilhada oferece vantagens para quem deseja oferecer seus serviços/produtos e para quem precisa deles. Conheça alguns sites e plataformas que irão ajudá-lo a começar a aproveitar o novo modelo: Airbnb – Oferece a possibilidade de alugar casas, apartamentos e quartos individuais. Está presente em 190 países. Tem açúcar? – Pelo site é possível compartilhar itens com seus vizinhos. Bliive – Rede colaborativa de troca de tempo. Meal Sharing – É possível oferecer ou encontrar uma refeição caseira na casa de milhares de pessoas ao redor do mundo. Uber – Em serviço semelhante ao táxi, você pode encontrar um motorista em poucos minutos. Retroca – Permite comprar e vender roupas de criança em todas as fases da infância. Na plataforma Consumo Colaborativo é possível ter acesso a sites que atuam nas mais diversas áreas (Confira). A economia compartilhada é um modelo inovador. Aproveite as facilidades que essa filosofia de vida oferece. Seu bolso vai agradecer. Ainda tem alguma dúvida sobre economia compartilhada? Deixe nos comentários! banner-GB-2 Leia também: – Compare 6 opções de empréstimo pessoal online  As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro  Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?  Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *